JornalCana

Toyota visita CTC para conhecer inovações tecnológicas da ciência da cana 

Grupo de executivos da montadora conheceu a cadeia produtiva do etanol e as diferentes tecnologias envolvidas

(Divulgação)

Um grupo de executivos da montadora Toyota visitou na última sexta-feira (3) o Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) onde conheceram as inovações tecnológicas desenvolvidas em cana-de açúcar e como contribuem com a sustentabilidade do setor sucroenergético.

A comitiva contou com a participação de executivos da Toyota do Japão, Argentina e Brasil, entre eles Takuya Ikoma, Powertrain General Manager da Toyota Motor Corporation.

“Fiquei impressionado com o que já está sendo desenvolvido no Brasil em termos de tecnologia relacionadas ao etanol, mas também em relação ao potencial que o Brasil tem para o futuro quando o assunto é bioenergia”, pontuou Ikoma.

LEIA MAIS >Índia amplia mistura de etanol na gasolina para 20%

A comitiva também foi acompanhada por integrantes da União da Indústria de Cana-de-Açúcar e Bioenergia (UNICA) e do Arranjo Produtivo de Álcool (Apla) que fizeram apresentações sobre a cadeia produtiva do etanol.

“No Brasil, onde os carros flex circulam há 20 anos, o uso do etanol evitou que cerca de 600 milhões de toneladas de CO2eq fossem lançadas na atmosfera, contribuindo para a saúde de milhões de pessoas e do meio ambiente. Indicadores assim têm chamado a atenção de diversos líderes, que buscam uma solução eficiente e disponível para reduzir a pegada de carbono no transporte”, destacou o diretor executivo da UNICA, Eduardo Leão.

Durante a apresentação, o diretor executivo da Apla, Flávio Castelari, reforçou que a  produção de etanol é viável em vários países e que o Brasil está pronto para ajudar com tecnologia, desenvolvida no país há quase 50 anos.

LEIA MAIS > Sistema TempoCampo prevê safra confortável do ponto de vista climático

“O futuro da mobilidade de baixo carbono é múltiplo e o etanol é parte dessa solução. E o Brasil está disposto a contribuir e cooperar com os países que tiverem condições de produzir e utilizar essa tecnologia que já está disponível no presente e será também um grande ativo no futuro”, disse.

No CTC, os visitantes tiveram a chance de compreender a aplicação do conhecimento científico em tecnologias que possibilitam a melhoria da produtividade da cana-de-açúcar.

“Apresentamos as técnicas de melhoramento genético e de biotecnologia que tornam o CTC líder global de ciência da cana”, destaca Silvia Yokoyama, irdetora de Assuntos Regulatórios.

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram