fbpx

Usina que produzir álcool abaixo da meta pagará multa

As usinas de cana-de-açúcar paulistas de pequeno porte terão de desembolsar cerca de US$ 270 por metro cúbico de álcool (valor atual de mercado) caso o volume produzido do combustível fique abaixo da atual meta acordada entre o setor e o governo federal. Os usineiros que não atingirem a meta pagarão US$ 400 por cada metro cúbico de álcool que deixar de fornecer, acrescido de 20% de multa.

Para atingir a meta, todos os usineiros assinaram contratos, estabelecendo a cota de álcool a ser produzido, calculada de acordo com o volume de cana moído pela usina.

Segundo o presidente da União da Agroindústria Canavieira de São Paulo (Unica), Eduardo Pereira de Carvalho, os usineiros brasileiros terão que produzir 1,5 bilhão de litros de álcool a mais nessa próxima safra, ante os 12,2 bilhões de litros produzidos em 2002/2003.

Até o dia 1º de abril ficou estipulado que sejam produzidos 600 milhões de litros de álcool para evitar que o País importe o produto durante o período de entressafra.

Segundo a direção da Unica, caberá ao Estado de São Paulo – maior produtor nacional de açúcar e álcool do País – uma cota de 400 milhões de litros até 1º de abril, sendo que 325 milhões de litros já estão assegurados.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X