fbpx

Prejuízo da Açúcar Guarani cresce mais de seis vezes no ano fiscal

A Açúcar Guarani encerrou o ano-safra 2008/2009 com prejuízo líquido de R$ 291 milhões, valor mais de seis vezes superior ao registrado no ano-safra anterior, quando a perda ficou em R$ 46,6 milhões. A desvalorização do real ante o dólar e o pagamento de ágios referentes a aquisições foram apontados pela companhia como os responsáveis pelo prejuízo maior. Se considerado apenas o quarto trimestre fiscal, encerrado em março, o prejuízo ficou praticamente estável, fechando em R$ 49,5 milhões.

A receita líquida da Açúcar Guarani atingiu o valor recorde R$ 1,17 bilhão no ano-safra 2008/2009, o que representa um crescimento de 29,2% ante o exercício imediatamente anterior. A alta foi puxada pelos maiores volumes comercializados de açúcar (+4,6%) e, principalmente, de etanol (+39%), além de preços melhores para os dois produtos.

O custo dos produtos vendidos, no entan to, avançou mais que a receita, 39,3%, para R$ 923,59 milhões. Já as despesas cresceram apenas 2,1%, para R$ 268,6 milhões.

A geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de impostos, juros, amortizações e depreciações) ajustado ficou em R$ 228,3 milhões, alta de 45,6% ante o ano-safra anterior. A margem Ebitda ajustada, que é relação entre geração de caixa e receita líquida, passou de 17,3% para 19,5%.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X