fbpx

Preço do álcool volta a recuar nas usinas, segundo o Cepea

Na contramão das expectativas do setor sucroalcooleiro, os valores do álcool voltaram a diminuir na última semana, segundo informações do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada) da Esalq (Escola de Agricultura Luiz de Queiroz).

De acordo com o Cepea, o álcool hidratado (vendido nas bombas) recuou 1,77% em relação à média da semana anterior, alcançando R$ 0,77279 o litro nas usinas no Estado de São Paulo.

Já o indicador Cepea do álcool anidro (que é adicionado à gasolina) caiu 1,43%. O combustível ficou em R$ 0,90102 para o produtor.

O mercado foi surpreendido por uma retração na demanda interna nos últimos dias. Para especialistas, 2006 apontava para um aumento de demanda pelo produto, por conta da expansão do mercado mundial.

Um dos fatores que, segundo especialistas, ajudariam a potencializar o mercado do álcool é a entrada em vigor do Protocolo de Kyoto.

O protocolo obriga os países desenvolvidos a reduzirem a emissão de gases poluentes em até 8% até 2008.

Comparativo

Remuneração do anidro mantém-se superior em 10%

O álcool anidro remunerou 10% mais que o hidratado na última semana, com o preço deste último equivalente ao do anidro – R$ 0,85347 por litro (sem impostos). Segundo o Cepea, a relação entre os dois produtos se mantém semelhante desde o início de agosto e é um dos maiores patamares da história do indicador.

Queda acentuada

De julho para agosto, desvalorização supera a marca dos 12%

Desde maio de 2003 a vantagem máxima do álcool anidro sobre o hidratado se limita à casa dos 11%, com poucas exceções, quando chegou a 12% e a 13%.

De acordo com o Cepea, da última semana de julho até a última de agosto, o álcool anidro sofreu uma desvalorização de 12,2%. Já o álcool hidratado apresenta queda de 11,5%.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X