fbpx

“Medidas são necessárias mas não suficientes”, afirma Adriano Pires

img6267

O diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), Adriano Pires, comentou as possíveis medidas que estarão no pacote de incentivo ao etanol estudado pelo governo, que deve ser anunciado ainda nesta segunda-feira (22/4). Trata-se da redução do PIS/Cofins e também de juros mais baixos de financiamentos aos produtores.

Para o representante, as ações já estão acordadas entre os parlamentares, faltando apenas o anúncio da presidente Dilma Rousseff. “Na verdade esse encontro já era esperado. São medidas boas, importantes e necessárias para o setor, que aliás, deviam ter sido anunciadas antes. Mas ainda não é suficiente”, diz.

Segundo Pires, para que o setor sucroenergético volte a crescer, ações que tragam previsibilidade são necessárias. “Para haja um novo ciclo de investimentos no segmento, o setor de biocombustíveis precisa de medidas a longo prazo, que dê garantias para o investidor, sem que haja mudanças da noite pro dia”, explicou.

Questionado sobre quais seriam essas ações, ele indica três. “É necessário uma política de preço para a gasolina que siga o mercado internacional. Outro ponto é a volta da Cide – Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico – no combustível fóssil, além da fixação dos 25% da mistura do etanol na gasolina”.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X