fbpx

Guatemala está internacionalizando setor sucroenergético

guatemala

Atualmente o país possui doze unidades produtoras de açúcar e apenas cinco plantas produzem etanol. Estimativas da Asazgua — Asociación de Azucareros de Guatemala, indicam que 70% da produção de açúcar da Guatemala é para a exportação, e os 30 % restantes são distribuídos para o consumo local. Em relação à produção de etanol, no ano passado, foram produzidos cerca de 200 milhões de litros, com rendimento de 150 milhões de dólares para a economia do país. A maior parte do etanol e do açúcar são utilizados para abastecer o mercado interno, uma pequena parte é exportada todos os anos.

Nenhuma nova unidade produtora de açúcar ou etanol foi anunciada nos últimos anos no país, no entanto para Flávio Castelar, diretor executivo do Apla — Arranjo Produtivo Local do Álcool, a Guatemala, assim como alguns países situados na América Latina, estão aproveitando o bom momento no setor sucroenergético, para comprar unidades fora de seus territórios. “Alguns grupos açucareiros da Guatemala estão internacionalizando suas operações e comprando usinas no México, Equador, Argentina, Nicarágua e até no Brasil. Um exemplo disso, é o Grupo Gloria que possui três usinas no Peru, uma no equador e uma na Argentina, e a Pantaleon que além de operar na Guatemala e alguns países na América Central, também comprou uma usina no México, na região de Vera Cruz”, afirma.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X