fbpx

EUA querem que Colômbia importe mais de seu etanol

A indústria de etanol dos EUA está tentando cultivar relações com a indústria de etanol da Colômbia, para incrementar a demanda de etanol americano no país.

Eles estão tentando encorajar o país sul-americano a importar mais etanol americano para complementar a produção doméstica, durante os períodos de escassez.

Leia mais: Produção de açúcar da Colômbia deve alcançar 2,32 mi t em 2016/17, diz adido dos EUA

Para melhorar a relação entre as indústrias colombianas e norte-americanas de etanol, um grupo dos Estados Unidos se reuniu com representantes de vários ministérios da Colômbia e do gabinete do presidente, a Federação Colombiana de Biocombustíveis, Asocaña (que representa a indústria de açúcar da Colômbia) e Cenicaña (braço de pesquisa da indústria). O grupo também visitou uma das usinas de etanol do país.

Leia mais: Produtores de cana da Colômbia traçam meta de aumento de produção em 20%

A Colômbia tem um mandato E8, mas atualmente ajusta, a cada ano, a mistura de acordo com a disponibilidade de fornecimento dos cinco produtores domésticos de etanol . Uma sexta planta produtora de etanol deverá começar suas operações ainda esse ano.

Leia mais: EUA anuncia investimento de U$ 8,8 milhões em produção de biocombustível avançado

Anos atrás, quando o etanol dos EUA teve um preço competitivo como o de agora, a Colômbia chegou a importar etanol, mas as importações do biocombustível foram limitadas desde 2014.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X