fbpx

Em reação a YPF, Espanha suspende compra de biodiesel da Argentina

O governo da Espanha suspendeu nesta sexta-feira a compra de biodiesel argentino, no que pode ser a primeira medida contra a expropriação de ações da Repsol na petroleira YPF, anunciada na segunda (16) pela presidente Cristina Fernández de Kirchner.

Madri aprovou a chamada “Ordem do Biodiesel”, que favorece as empresas da Comunidade Europeia na compra de combustível renovável. No ano passado, a Argentina exportou 272.898 toneladas de biodiesel para a Espanha, recebendo US$ 990 milhões, de acordo com a Câmara Argentina de Biocombustíveis.

A suspensão da compra do biodiesel foi proposta pelo ministro da Indústria espanhol, José Manuel Soria. Madri importa 89% dos combustíveis usados no país da Argentina e da Indonésia, enquanto a Espanha representa cerca de 66% do mercado de biodiesel exportado por Buenos Aires.

A vice-presidente de governo da Espanha, Soraya Sáenz de Santamaría, ainda a nunciou que o Parlamento Europeu aprovou uma resolução que suspende as vantagens tributárias da Argentina nas vendas para o bloco.

“O governo continuará buscando medidas e ações de natureza diplomática em todos os fóruns porque essa é nossa obrigação; proteger os interesses dos espanhóis porque são muitos os pequenos acionistas nessa empresa [YPF]”, afirmou Santamaría, após uma reunião de ministros.

De acordo com a vice-presidente, a Espanha ainda buscará responder à Argentina em outras organizações internacionais, incluindo a OMC (Organização Mundial do Comércio), onde Buenos Aires já é denunciada por “falta de transparência” pelos Estados Unidos e a União Europeia.

“As quebras de acordo da Argentina são bastante generalizadas”, disse.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X