fbpx

Crítica à Bloomberg – Desconhecimento põe em prova credibilidade

Fotos e testemunhos podem até serem reais, mas contextualmente dispersos. Isto não é nada parecido com o estilo de trabalho da Bloomberg.

Fragmentos reunidos desviando o entendimento do mundo a respeito do mais importante e relevante esforço que um país desenvolve para melhorar sua independência energética, associado a mais significante e responsável contribuição para a sustentabilidade do planeta.

Eu desafio a Bloomberg a mostrar algo melhor e tão possível quanto isto. Como brasileiro, vivendo na área mais especializada na produção de álcool do Brasil, eu gostaria de contribuir para os leitores com o meu testemunho que o etanol não está apenas movendo carros, mas também remédios, perfumes, bebidas, etc.

Além disto, o etanol não tem conteúdo do sangue humano, mas esperança, dignidade e trabalho de milhares e milhares de brasileiros buscando por seu futuro.

De acordo com dados da Unica a estimativa do emprego em 2006/07 na colheita manual da cana no Estado de São Paulo, onde concentra 60% das usinas do país, era de 189,6 mil trabalhadores rurais e a previsão é de que em 2020 esse número reduza a zero. Enquanto a colheita mecânica que hoje emprega aproximadamente 15 mil trabalhadores, em 2020 a projeção é de mais de 70 mil. Isso mostra também a mudança no cenário sobre a capacitação profissional que envolve esses trabalhadores do campo.

Por favor, busque por confiáveis fontes de informação disponíveis na internet para conhecer as visões contraditórias. Poderão encontrar números, afirmações e informações para comparar com aquelas levantadas pela reportagem, a fim de evitar desvios de idéias. Eu sugiro uma visita ao site da Unica.

De qualquer forma, apenas como polemica comparação, eu perguntaria se buscando por óleo no Oriente Médio, estamos encontrando energia menos sangrenta que o pacifico etanol brasileiro. A história para o bem e para o mal já esta sendo feita. Esta reportagem será um capítulo.

*Artigo escrito por Carlos Roberto Liboni sobre a infeliz reportagem da Bloomberg.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X