fbpx

Saldo da balança do agronegócio paulista atinge US$ 4 bilhões

O saldo da balança do agronegócio paulista (diferença entre exportação e importação) atingiu quase US$ 4 bilhões (US$ 3,99 bilhões) entre janeiro e novembro, o que representou um aumento de 26,3% sobre o valor obtido em igual período do ano passado, de U$ 3,16 bilhões, de acordo com informações do Instituto de Economia Agrícola (IEA) e da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), órgãos da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

No período, as exportações paulistas do agronegócio somaram US$ 6,82 bilhões, com crescimento de 14,8% em relação ao valor registrado no acumulada de janeiro a novembro de 2002, de US$ 5,94 bilhões.

“Mais uma vez, o agronegócio foi o principal responsável pelo superávit de US$ 2 bilhões alcançado na balança comercial do Estado de São Paulo de janeiro a novembro (que registrou no período exportações totais de US$ 20,56 bilhões e importações de US$ 18,56 bilhões)”, afirma Antonio Duarte Nogueira, secretário estadual de Agricultura e Abastecimento. Nogueira lembra que o setor do agronegócio ajudou a reverter o quadro negativo obtido no ano passado, quando o saldo da balança comercial paulista até novembro registrou um déficit de US$ 208,38 milhões.

Segundo o secretário, a cadeia bovina continua sendo o principal destaque na pauta deste ano de exportação do agronegócio de São Paulo. “A participação da carne bovina brasileira no comércio internacional não pára de crescer e São Paulo é responsável por mais de 70% das vendas do produto ao exterior”, diz.

De acordo com dados preliminares divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) e veiculados no site do IEA (www.iea.sp.gov.br), apenas no segmento de carne bovina desossada congelada, as exportações paulistas somaram US$ 458,661 milhões entre janeiro e novembro, um expressivo crescimento de 50,7% sobre a receita obtida em igual período de 2002.

A participação dos valores dos embarques do agronegócio paulista no total das exportações do Estado até novembro foi de 33,2%, um aumento de 0,5 ponto percentual em relação ao mesmo período de 2002 (32,7%). Já a participação das importações paulistas do agronegócio no total de gastos registrado pelo Estado foi de 15,2%, um ligeiro crescimento de 0,1 ponto percentual sobre igual período do ano passado (15,1%).

As exportações do agronegócio paulista tiveram participação de 23,1% sobre o resultado dos valores dos embarques totais do setor do agronegócio brasileiro, um recuo de 1,7 ponto percentual em relação ao mesmo período do ano passado (25%). Já participação das importações paulistas do agronegócio em relação ao agronegócio brasileiro foi de 37%, 2,2 pontos percentuais a menos que no ano anterior.

Além da carne bovina, outros destaques da balança agropecuária paulista são a açúcar e o suco de laranja. O suco de laranja, segundo dados preliminares da Secex, ocupa a terceira posição no ranking dos principais produtos exportados por São Paulo até novembro (atrás apenas de automóveis e aviões), com receita de US$ 739,4 milhões, 1,3% abaixo do resultado de 2002. A participação do Estado nas vendas totais de suco do país é superior a 95%. (Fonte: Secretaria da Agricultura de São Paulo)

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X