fbpx

Produção de etanol na 20/21 deve cair em até 24%, estima Pecege

Redução poderá ser ainda maior no caso do hidratado

Colheita em Nova Alvorada do Sul (Foto: Divulgação/Biosul)

A produção de etanol na safra 2020/21 deverá cair em até 24% ante a temporada 19/20.

A estimativa é do relatório Impactos do Coronavírus no Setor Sucroenergético Brasileiro, assinado pelo economista Haroldo José Torres da Silva.

Ele é gestor de projetos do Pecege.

Segundo o estudo, divulgado em 22/03, se a produção cair mesmo em 24% as unidades irão produzir 25 bilhões de litros.

Na temporada 19/20, conforme o economista, a produção total foi de cerca de 33 bilhões de litros.

Na região centro-sul do país a 20/21 começa oficialmente em 01/04, embora unidades já estejam em produção. Já na região norte-nordeste, a moagem tem início no fim de agosto.

Leia também: 

Mecanização elevada reduz impactos de Covid-19 no setor, destaca a Czarnikow

 

Redução pode ser mais drástica

Por sua vez, o gerente do Pecege destaca que a produção pode ser ainda maior.

“Essa redução será mais drástica na produção de etanol hidratado, enquanto que o etanol anidro acompanhará o volume de vendas da gasolina”, destaca ele no levantamento.

O relatório atesta, ainda, que o consumo de etanol acompanhe a esperada queda na demanda do ciclo Otto, de 3,7% em 2020.

Ou seja, a participação do biocombustível nas vendas de combustíveis do ciclo Otto deverão cair para 37%.

Em 2019, essa participação foi de 45%.

“Historicamente, no mercado doméstico, o consumo de combustíveis para o ciclo Otto tende a acompanhar o crescimento econômico”, relata.

Sendo assim, o arrefecimento da economia brasileira esperado para 2020 implicará numa uma redução na demanda do Ciclo Otto.

A estimativa é de uma queda de 3,7% nessa demanda.

Por fim, o economista lembra que “a queda nos preços do petróleo apoiará uma maior produção de açúcar no Brasil para a nova safra que se inicia em abril.”

 

Expedição Custos Cana

O Pecege realiza em 26/03 o Expedição Custos Cana on-line.

O evento terá transmissão ao vivo de palestras que vão tratar desta e outras temáticas.

A versão presencial do evento foi transferida para 08/10.

Para maiores informações: https://lnkd.in/dByWDkm

 

Clique aqui para acessar o relatório em PDF

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

nove + 17 =

X