Usinas

STF prioriza abastecimento com etanol em sua frota de veículos em busca de sustentabilidade

Iniciativa visa estimular o uso sustentável de recursos e será aplicada de modo imediato

(Divulgação STF)
(Divulgação STF)

O Supremo Tribunal Federal (STF) está adotando medidas imediatas para reduzir a emissão de gás carbônico na atmosfera, priorizando o abastecimento de veículos flexíveis de sua frota com etanol.

Essa iniciativa, que faz parte do programa STF + Sustentável, é uma resposta direta à ênfase dada à sustentabilidade, acessibilidade, segurança da informação, proteção de dados e combate à desinformação, temas destacados pela Secretaria de Relações com a Sociedade (SRS), criada na gestão do ministro Luís Roberto Barroso.

LEIA MAIS > Estudo revela que 92% do etanol brasileiro provém de novas áreas de cana

Teresa Melo, secretária de Relações com a Sociedade, esclarece que a substituição dos combustíveis está alinhada aos objetivos da gestão e às estratégias adotadas pelo Tribunal para promover o uso sustentável de recursos e a redução de emissões. A iniciativa visa não apenas contribuir para um ambiente mais verde, mas também servir como exemplo para outras instituições, integrando pequenas ações que fomentam a adoção de práticas sustentáveis.

A secretária destaca que áreas técnicas, como a Secretaria de Administração de Serviços e Gestão Predial (SAP) e a Secretaria de Segurança (SEG), expressaram apoio à substituição dos combustíveis. Além disso, em 2023, o STF adquiriu 13 veículos híbridos para substituir carros mais antigos, demonstrando o comprometimento com a eficiência energética e a redução das emissões de gases de efeito estufa. Essa medida representa um passo significativo na busca do STF por práticas mais sustentáveis em sua operação cotidiana.

Banner Revistas Mobile