fbpx

Governo australiano concede prêmio para projeto de blockchain de açúcar sustentável

Do Cointelegraph

O governo australiano concedeu A$ 2,25 milhões (US$ 1,7 milhão) para o Projeto Açúcar Sustentável, informou a Foodnavigator-Asia em 30 de julho último.

O Projeto Açúcar Sustentável, liderado pela Organização dos Produtores de Cana-de-açúcar de Queensland, utilizará a tecnologia blockchain para rastrear a origem dos suprimentos de açúcar para a Austrália. A iniciativa conhecida como Melhor Prática de Gestão do Canavial Inteligente (BMP) é parte de um esforço da indústria açucareira para melhor sustentabilidade e rastreabilidade.

A tecnologia Blockchain permitirá que os compradores vejam claramente de onde vem a cana-de-açúcar e comprovem a proveniência e a sustentabilidade da fazenda.

Os produtores falaram à Foodnavigator-Ásia: “O principal atributo da blockchain é que é um banco de dados seguro no qual todas as transações são registradas e visíveis. O açúcar de qualidade produzido a partir da cana cultivada de forma sustentável pode ser rastreado pela cadeia, dando aos consumidores a confiança no que estão comprando”.

Para a iniciativa, especialistas do setor e produtores de cana-de-açúcar colaboraram com as melhores práticas e padrões do setor com base na produtividade, sustentabilidade e lucratividade.

Leia também: São Martinho apresentará suas inovações agrícolas em evento 

O Ministério da Agricultura e Recursos Hídricos afirmou que grandes compradores de açúcar poderiam pagar mais no futuro por açúcar sustentável, uma vez que os clientes exigem cada vez mais produtos de origem sustentável.

“Essa tecnologia proporcionaria garantias em torno da sustentabilidade de nosso açúcar e garantiria que os produtores de cana que usam práticas sustentáveis possam atrair um prêmio por seu produto”, disse o ministro da Agricultura, David Littleproud.

A tecnologia blockchain tem se mostrado benéfica para aplicações de logística e cadeia de suprimentos e é considerada uma maneira mais barata e eficiente de rastrear cadeias de fornecimento complexas globalmente.

Inclusive, o Commonwealth Bank of Australia anunciou que concluiu um comércio bem-sucedido de 17 toneladas de amêndoas para a Europa usando a tecnologia blockchain.

A plataforma, que fazia parte de um esforço colaborativo de cinco “líderes da cadeia de suprimentos”, é sustentada pela tecnologia de contabilidade distribuída (DLT), Internet of Things (IoT) e contratos inteligentes.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X