fbpx

Futuras usinas do Médio São Francisco querem empregar tecnologia agrícola de Minas

Empresários foram conhecer práticas

Operações de CTT na unidade Campo Florido (Foto: Divulgação/SDE)

Investidores do Polo Bioenergético e Sucroalcooleiro, em implantação no Médio São Francisco, no estado da Bahia, querem empregar tecnologia canavieira de Minas Gerais.

Para tanto, ele foram conhecer de perto o emprego dessa tecnologia.

Na segunda-feira (02/03), comitiva da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDE), do governo da Bahia, conheceu a modelagem praticada pela unidade Campo Florido da Usina Coruripe.

A usina fica na cidade mineira Campo Florido.

Os integrantes da comitiva também conheceram as técnicas de plantio da Associação Canacampo.

 Leia também: 

Bahia caminha para se tornar novo polo do setor sucroenergético do país

 

Base para as usinas da Bahia

“Queremos beber dessa fonte”, afirma, em nota, João Leão, vice-governador da Bahia, titular da SDE e que chefiou a comitiva.

“Os produtores de Minas têm um know-how, um método de plantio e de negócios que pode servir de base para as usinas sucroenergéticas que estamos implantando na Bahia.”

Além disso, vamos nos reunir com empresários que podem investir no polo de cana-de-açúcar que estamos desenvolvendo na Bahia”, afirma Leão.

A missão da SDE se reuniu com agricultores irrigantes da região, com a diretoria, assessoria técnica e econômica da Canacampo.

A associação produz e fornece cana para a usina Coruripe.

A unidade mineira é filial do grupo alagoano e foi inaugurada em 2007, em Campo Florido.

A usina produz etanol, açúcar e energia de biomassa.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

um × um =

X