fbpx

Estudo revela onde florescimento deve atacar

Levantamento da consultoria Canaplan revela quais estados canavieiros são vítimas potenciais do florescimento na safra 2015/16. Estudo foi apresentado durante o Seminário Tereos Guarani, em São Paulo.


Segundo maior produtor de cana-de-açúcar depois do estado de São Paulo,Goiás lidera a lista negra do florescimento. É o estado canavieiro com maior possibilidade de ser afetado pela florescência nesta safra 2015/16.

Levantamento da consultoria Canaplan revela que as áreas canavieiras de Goiás tem 95% de chances de serem vítimas do florescimento.

Estudo revela as variedades mais afetadas pelo florescimento

Na safra 14/15, Goiás processou 66,8 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, conforme o Sindicato da Indústria de Produção de Etanol do Estado de Goiás (Sifaeg).

Em segundo lugar, no ranking de risco, está Minas Gerais, no qual as chances de florescimento vão de 75% a até 95% em parte dos canaviais.
Já no Estado de São Paulo, segundo a Canaplan, os riscos de florescimento vão de 75% a 85%.
O florescimento gera perdas de peso final da produção em toneladas e também resulta na perda quanto ao açúcar, em quilo de ATR/tonelada, uma vez que parte do açúcar armazenado é consumido desde o início do desenvolvimento até a emissão das panículas (formação de flores).
Segundo Luis Carlos Corrêa Carvalho, diretor da Canaplan, o florescimento integra a lista de visões negativas para a safra 15/16, junto com a possibilidade de ocorrência do El Niño e da queda de produtividade da ATR por hectare.
No ciclo 14/15, Carvalho, conhecido como Caio, lembra que cinco das principais variedades de cana cultivadas tiveram 38% chances de serem afetadas pelo florescimento.
Dessa lista de variedades, a SP81-3250 é que teve mais possibilidades de contrair o problema, com 15% de chances.

florescimento

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X