fbpx

Biosev processa menos cana, mas é favorecida por TCH maior

Resultado é nos primeiros 9 meses da safra 19/20 ante igual período da 18/19

A moagem de cana-de-açúcar nas unidades da Biosev alcançou 25,902 milhões de toneladas nos primeiros nove meses da safra 19/20.

O volume está em linha com as 25,906 milhões de toneladas em igual período da 18/19.

Isso porque apesar da pequena redução da moagem na 19/20, a Biosev foi favorecida pelo TCH 2,1% superior, que ficou em 80,1 toneladas de cana por hectare.

No ciclo anterior, o TCH ficou em 78,4.

               Confira resultados operacionais da Biosev

Segundo a Biosev, o resultado melhor é explicado principalmente pelas condições climáticas mais favoráveis no período de formação do canavial (janeiro a março).

Isso, principalmente no Polo RP Norte, parcialmente compensadas pela geada que atingiu a região do Polo Mato Grosso do Sul.

 

Leia também: 

‘Bola’ do RenovaBio agora está com os agentes de mercado, afirma ‘pai’ do programa

 

Como ficou a produção:

Conforme a Biosev, o mix de etanol atingiu 64,6%, devido ao maior direcionamento de ATR para a produção de etanol.

Isso dada a melhor rentabilidade desse produto em relação ao açúcar, ficando em linha ao registrado no 9M19.

Por sua vez, o mix de anidro (etanol anidro sobre o total de etanol produzido) foi de 29,2%, 8,1 p.p. superior ao
9M19.

Enfim, esse resultado reflete a estratégia comercial de focar em produtos de maior valor agregado.

Resultados financeiros

A receita líquida no 9M20, excluindo-se os efeitos contábeis (não caixa) do hedge accounting da dívida em moeda estrangeira (HACC), atingiu R$ 4,9 bilhões, 2,4% inferior ao 9M19.

No 3T20, a receita líquida atingiu R$ 1,4 bilhão, 12,7% inferior ao 3T19.

Segundo a Biosev, esses resultados decorrem principalmente de menores volumes de comercialização.

Por sua vez, isso ocorre pelo fato de na safra passada contar com receitas do Polo Nordeste, parcialmente compensados por maiores preços médios de açúcar e etanol.

“Vale ressaltar que, excluídas as receitas do Polo Nordeste na safra passada, para efeito de comparação com a safra atual, a variação da receita seria 4,2% superior ao 9M19 e em linha com 3T19”, destaca.

 

                                          Receita líquida:

 

Clique aqui para acessar pdf

com as informações completas

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X