fbpx

Workshop alagoano apresenta técnica inovadora para controle de pragas

Uma técnica que utiliza nematóides, vermes de solo, em parceria com bactérias para o controle de pragas em canaviais foi uma das novidades apresentadas durante o II Workshop Alagoano sobre Defensivos Agrícolas da Cana-de-Açúcar, realizado pela Sociedade dos Técnicos Açucareiros e Alcooleiros do Brasil – Stab Regional Leste – e pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal). O evento, que aconteceu na sexta-feira, 26 de maio, em Maceió, AL, teve palestra do pesquisador do Instituto Biológico de São Paulo, Laerte Machado, que apresentou a sua pesquisa de controle biológico por meio da associação do nematóide e bactérias, o que possibilita a morte da praga em um período de 12 a 48 horas. O nematóide, ao penetrar na praga, libera a bactéria dentro do inseto. Antes disso, esse inseticida biológico é preparado a partir de um processo de fermentação da bactéria – que vive no intestino do verme – para a sua reintrodução no nematóide.

O workshop que discutiu, entre outros assuntos, métodos de controle da cigarrinha fez parte da programação do VII Seminário Alagoano sobre Variedades de Cana-de-Açúcar, realizado nos dias 25 e 26 de maio O evento promoveu debates sobre os avanços nas pesquisas em variedades de cana em Alagoas. Os destaques ficaram por conta dos estudos feitos pelo Programa de Melhoramento Genético da Cana-de-Açúcar do Centro de Ciências Agrárias da Ufal. Houve a abordagem de questões como desempenho das variedades em cada microrregião do estado, resistência à seca e salinidade e manejo da planta.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X