JornalCana

Vendas externas do agronegócio cresceram 16% em abril

As exportações do agronegócio brasileiro cresceram 16% em abril, na comparação com igual período do ano passado. As vendas totalizaram US$ 2,8 bilhões. O superávit do setor foi de US$ 2,4 bilhões no mês, ou seja, 20% a mais do que o registrado em abril de 2003.

Os dados foram divulgados hoje pela Secretaria de Produção e Comercialização do Ministério da Agricultura.

De janeiro a abril, o agronegócio exportou US$ 10,6 bilhões, 30% acima do valor alcançado em iguais meses de 2003. O saldo comercial no quadrimestre foi de US$ 9,1 bilhões, um acréscimo de 37,2% em relação aos primeiros quatro meses de 2003. O agronegócio foi responsável por 41% das exportações brasileiras no período.

Nos quatro primeiros meses do ano, destacaram-se as exportações do complexo soja (35%), carnes (47,6%), madeira e suas obras (35,9%), açúcar e álcool (60,8%) e cereais, farinhas e preparações (556,6%).

As exportações de cereais, farinhas e preparações tiveram um aumento de 246% em abril, de acordo com a balança comercial do agronegócio do mês passado. Em segundo lugar, ficaram as vendas externas de açúcar e álcool, com crescimento de 218,8%, em terceiro, as do complexo carnes (56,3%), e, em quarto, as de madeiras e suas obras (37,7%).

As exportações de carne bovina “in natura” tiveram aumento de 74%, em conseqüência do acréscimo de 35% nos preços e de 28% na quantidade. As exportações de frango cresceram 33,4%, basicamente por causa da elevação de 37,8% nos preços. Já as vendas externas de carne suína aumentaram 105,6%, pela alta de 31,6% nos preços e pela recuperação dos negócios com a Rússia.

O complexo soja apresentou um crescimento de 3,8% nas exportações, totalizando US$ 829 milhões. Segundo o Ministério, esse desempenho se deve basicamente à elevação dos preços da soja em grãos e do farelo, que foram cerca de 40% mais altos do que os registrados em abril do ano passado.

Os principais blocos econômicos de destino das exportações do agronegócio brasileiro foram Europa Oriental, África e Oriente Médio

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram