fbpx
JornalCana

Vendas de etanol crescem 2,60% em abril

As vendas domésticas de etanol anidro tiveram aumento de 15,34%

Na segunda quinzena de abril deste ano, as unidades produtoras do Centro-Sul comercializaram 1,16 bilhão de litros de etanol, indicando retração de 0,85% em relação ao mesmo período da safra 2021/22.

No mês de abril, por outro lado, houve crescimento de 2,60%, totalizando 2,22 bilhões de litros vendidos, sendo que desse total, 107,03 milhões de litros foram destinados ao mercado externo (+56,87%).

No mercado interno, o volume de etanol hidratado comercializado em abril foi de 1,37 bilhão de litros, com uma queda de 5,52% em relação ao mesmo mês do último ano.

Esse resultado reflete a forte retração de 12,58% nas saídas da segunda quinzena, que registraram 696,17 milhões de litros.

As vendas domésticas de etanol anidro, por sua vez, totalizaram 735,63 milhões de litros no mês, alcançando aumento de 15,34% na comparação com abril de 2021.

Antonio de Padua Rodrigues, diretor técnico da UNICA, explica que “apesar da queda nas saídas de hidratado em relação as vendas de mesmo período de 2021, o resultado dos últimos 15 dias de abril indica um mercado aquecido com um crescimento de 2,5% nas saídas ante o volume comercializado durante a primeira quinzena do mês”.

LEIA MAIS > Moagem de cana alcança 23 milhões de toneladas em abril

Esse aumento indica que a possibilidade de escolha do consumidor pelo etanol contribui para o equilíbrio do abastecimento do país. Mesmo nesse momento com uma paridade aparentemente desfavorável, o consumidor tem optado pelo etanol mostrando que a decisão de consumo não é pautada exclusivamente pelo preço, e deve-se levar em consideração os benefícios ambientais e de saúde pública.

Antônio de Pádua Rodrigues

A comercialização de etanol destinado a outras finalidades registrou forte aumento de 19,64% na segunda quinzena de abril, totalizando 42,61 milhões de litros. No mês, as vendas alcançaram 81,02 milhões de litros (+11,92%).

“Importante destacar que no mês de abril, mesmo com um volume de etanol carburante comercializado inferior ao do mesmo mês de 2021, a oferta dos Créditos de Descarbonização (CBios) oriundos do etanol foram 12,5% superior, tendo sido lastreados 2,04 milhões de CBios ante 1,81 milhões no período, conforme dados divulgados pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis”, reforça Rodrigues.

Esse resultado revela o elevado comprometimento dos produtores ao programa e a eficácia do mecanismo de estímulo a ganhos de eficiência energético-ambiental que já geraram resultados, afirma o diretor técnico da UNICA.

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram