fbpx

Valor do hidratado para usinas sobe 5,35% em maio

Mesmo com a greve dos caminhoneiros no Brasil e a consequente dificuldade de retirar etanol, o volume de negócios envolvendo o hidratado em São Paulo em maio foi o maior desde outubro de 2017.

O mês de maio registrou, também, a quantidade mais elevada para um mês de maio desde 2015.

Segundo pesquisadores do Cepea, a demanda aquecida segue dando suporte aos preços do biocombustível.

Nas semanas cheias de maio, o Indicador Cepea/Esalq para o etanol hidratado teve média de R$ 1,6111/litro, 5,35% maior que a de abril.

No mesmo comparativo, a média do Indicador Cepea/Esalq para o etanol anidro em maio foi apenas 0,11% maior que a do mês anterior, ficando em R$ 1,7285/litro.

Na última semana do mês, especificamente, o ritmo de negócios ficou abaixo do registrado nos períodos anteriores, com maior movimento somente na sexta-feira (1º/06).

Distribuidoras focaram na retirada do produto negociado ainda na primeira quinzena de maio. Do lado das usinas, a moagem foi retomada e os carregamentos, gradualmente normalizados.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X