fbpx

Vale venderá fatia na VLI e investirá R$ 9 bilhões em logística

Em reunião com a presidente Dilma Rousseff, o presidente da Vale, Murilo Ferreira, anunciou ontem que a empresa fará investimentos de R$ 9 bilhões nos próximos cinco anos em logística.

Entram aí 210 locomotivas e 7.500 vagões, “afora a reformulação e modernização de toda a malha” ferroviária, segundo ele, após aporte na VLI, empresa de logística controlada pela Vale.

Segundo Ferreira, a Vale deverá vender 26% de sua participação no capital da VLI para a Brookfield Brasil, de origem canadense.

Também entrou em acordo para transferir 20% de participação (R$ 1,5 bilhão) do capital da VLI à Mitsui & Co., além de 15,9% (R$ 1,2 bilhão) ao fundo de investimentos do FGTS, sob administração da Caixa Econômica Federal.

A participação da Vale na VLI deverá ser reduzida para menos de 40%. Segundo a mineradora, as empresas envolvidas no negócio deverão fazer um aporte de R$ 2 bilhões na VLI, que servirá para financiar parte do seu plano de investimentos.

“A Vale vai ter uma participação minoritária quando os três acionistas tiverem concluído”, afirmou. “Mas, no futuro, enxergamos uma oferta pública”, disse Ferreira.

A VLI atua no tripé armazém-ferrovia-porto, fazendo o transporte para mais de cem clientes, principalmente no segmento de grãos.

“A VLI tem um trecho muito importante que vai de Araguari, Uberada, Ribeirão Preto, até Santos”, continuou.

“Ele vai ser totalmente modernizado, assim como tudo aquilo que abrange a parte norte, saindo de Anápolis até São Luis, no Maranhão”, reiterou Ferreira.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X