fbpx

Usineiros vão usar carro como arma de venda

O Fiat flex-fuel, conhecido como bicombustível (veículo que utiliza tanto o álcool como a gasolina), é a principal arma dos usineiros brasileiros para conquistar uma fatia do mercado de energia alternativa na China.

O carro vai ficar à disposição da embaixada brasileira em Pequim e é uma tentativa de os produtores de álcool sensibilizarem os chineses para comprar o produto nacional.

Segundo Antônio de Pádua Rodrigues, diretor técnico da Unica (União da Agroindústria Canavieira de São Paulo), a China, em nove Províncias onde já é obrigatória a adição de 10% de álcool à gasolina, utiliza álcool de milho para a mistura. O álcool brasileiro poderá ocupar o lugar do milho na mistura à gasolina.

“O crescimento da economia chinesa fez com que os estoques de milho, que eram altos, recuassem muito nos últimos anos. Hoje, os chineses usam o milho para ração animal e o álcool brasileiro é bastante competitivo em termos de preço na concorrência com o álcool de milho”, afirma Rodrigues.

Seminário

Amanhã, em Xangai, coração econômico da China, diretores da Unica irão expor, em um seminário destinado aos empresários chineses do setor automobilístico, as vantagens do álcool combustível brasileiro.

No lobby dos usineiros, a ministra Dilma Rousseff (Minas e Energia) e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva aparecem como as principais estrelas.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X