Usina

COFCO International apresenta progresso ambiental e social em seu Relatório de Sustentabilidade de 2023

Companhia fez o plantio de 1 milhão de mudas de árvores nativas nos últimos 5 anos como parte dos esforços de reflorestamento de seu negócio de açúcar

COFCO International apresenta progresso ambiental e social em seu Relatório de Sustentabilidade de 2023

A COFCO International publicou seu Relatório de Sustentabilidade de 2023, elevando seu nível de ambição com uma nova estratégia de sustentabilidade, além de explorar desafios e oportunidades de melhoria. A companhia compartilha seu progresso nas questões sociais, ambientais e de governança mais relevantes para seus negócios e partes interessadas, realizado por meio de iniciativas que ajudam a COFCO a alcançar seus objetivos. Os destaques de 2023 incluem:

Desenvolvimento de metas de redução de emissões de GEE de curto prazo, baseadas em ciência, em linha com uma trajetória de 1,5°C, que foram submetidas ao SBTi para validação;

Redução de 22% da intensidade hídrica nas operações industriais ano a ano, ultrapassando sua meta de 2025 antes do prazo;

Destinação de 82% dos resíduos por meio de reciclagem, reutilização, compostagem ou recuperação (aumento de 20 p.p. desde 2022). Além de mais de 13.400 m³ de resíduos de demolição reutilizados na construção do terminal portuário STS11 em Santos, no Brasil;

Plantio de 1 milhão de mudas de árvores nativas nos últimos 5 anos como parte dos esforços de reflorestamento de seu negócio de açúcar, sendo que mais de 222.200 foram plantadas em 2023;

Certificação ou verificação de sustentabilidade de 42% do volume total de vendas de café da companhia;

Rastreabilidade total alcançada para soja diretamente adquirida no Brasil;

213.000 toneladas de soja adquiridas por meio do programa Selo Combustível Social para apoiar cerca de 45.000 pequenos produtores no acesso ao mercado;

5.150 estudantes impactados pelo programa Guardiões do Amanhã no Brasil e expansão do projeto para a Argentina;

Redução de 51% na taxa de frequência de acidentes com tempo perdido para funcionários;

Início de projeto para desenvolver ainda mais seu sistema de devida diligência em direitos humanos, com base no Guia de Devida Diligência para uma Conduta Empresarial Responsável da OCDE;

Alcance da meta do Índice de Segurança ≤1,5 para funcionários e contratados;

Aumento de 48% no número de horas de aprendizado dos funcionários, em comparação com 2022;

Estabelecimento de um comitê para abordar o novo Regulamento da UE sobre Desmatamento Livre (EUDR).

Aumento de 24% no tempo de aprendizado dos funcionários dedicado à ética e políticas empresariais.

“Como uma importante trader de commodities agrícolas, temos a oportunidade de ajudar a transformar o sistema alimentar, capacitar pessoas, proteger o meio ambiente e melhorar os meios de vida dos agricultores por meio de uma agricultura sustentável”, diz David Dong, CEO da COFCO International. “Este trabalho é fundamental para nossa missão de alimentar o mundo de forma responsável e apoiar os esforços globais para promover a segurança alimentar globalmente, levando em consideração condições climáticas cada vez mais extremas e maior escassez de água”

A estratégia de sustentabilidade revisada da empresa reflete como ela abordará os temas materiais, que são definidos por meio de sua última avaliação de dupla materialidade. Os temas centrais são: a prevenção do desmatamento e conversão, a ação climática e o respeito aos direitos humanos.

Em particular, a COFCO International está progredindo em direção ao seu compromisso de alcançar cadeias de suprimentos de soja livres de desmatamento, até 2025, e livres de conversão em regiões sensíveis da América do Sul, até 2030.

Esse comprometimento também apoiará o trabalho da companhia para atender aos requisitos da legislação em evolução, incluindo o Regulamento da União Europeia sobre produtos livres de desmatamento (EUDR). Além disso, foram submetidas novas metas climáticas baseadas em ciência para validação independente pela companhia, em linha com a nova estratégia climática, tomando medidas para fortalecer a devida diligência em direitos humanos dentro de suas operações e cadeias de suprimentos.

A empresa também mantém um forte foco na proteção da biodiversidade e dos ecossistemas, mantendo altos níveis de ética nos negócios e colaborando para desenvolver soluções para melhorar os meios de vida dos agricultores e fortalecer as comunidades locais.

Em outras áreas, o negócio atendeu a todos os objetivos de rastreabilidade da cadeia de suprimentos e de riscos socioambientais em dois empréstimos da empresa vinculados à sustentabilidade (que têm um valor combinado de US$ 2,3 bilhões), recebendo uma pontuação ESG líder na indústria da Sustainalytics. A COFCO também permanece engajada em iniciativas colaborativas da indústria para abordar desafios compartilhados de clima e desmatamento, incluindo o Roteiro Setorial Agrícola para 1,5°C e o Fórum de Commodities de Agrícolas (SCF).

Como parte de sua contribuição para o Grupo de Trabalho da Cadeia de Valor Verde do Fórum Econômico Mundial, a empresa estabeleceu o primeiro acordo para fornecer soja livre de desmatamento do Brasil para a China, atendendo a dois clientes chineses, Grupo Mengniu e Sheng Mu. Ambos os acordos seguirão seu Padrão de Agricultura Responsável.

“Estamos comprometidos em trabalhar em estreita colaboração com agricultores, parceiros e clientes para aumentar a demanda por produtos sustentáveis na China e além”, diz Dong. “Devemos construir sobre o progresso que fizemos para garantir que um forte mercado para commodities produzidas de forma responsável e livre de desmatamento ajude a impulsionar mais ações concretas, enquanto nos esforçamos para levar nossas ambições para o próximo nível.”

O Relatório de Sustentabilidade de 2023 da COFCO International foi preparado de acordo com os padrões da Global Reporting Initiative (GRI) e está disponível no site: www.cofcointernational.com/sustainability/. Ele também fornece um resumo da contribuição da empresa para metas específicas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas, para 2030, e explica como seus esforços de sustentabilidade apoiam os Padrões de Desempenho Ambiental e Social da Corporação Financeira Internacional.

Banner Revistas Mobile