fbpx

Usinas com SSMA estratégico garantem planejamento de safra

Saiba como elas mantém sustentabilidade e competitividade apesar da Covid-19

SSMA estratégico trouxe tranquilidade e a continuidade da safra

O cenário de pandemia trouxe um novo olhar sobre a área de Saúde, Segurança e Meio Ambiente (SSMA) das usinas. Isso ressaltou o seu papel estratégico nas operações, garantindo a sustentabilidade do negócio. A COVID-19 adequou as usinas de cana aos padrões exigidos por lei para saúde e segurança do trabalho. Mas, além disso, a ação de SSMA estratégico garantiu o planejamento inicial de safra e ainda permitiu que as operações se tornarem mais eficientes.

Foi desse assunto, estratégico, que tratou o Webinar JornalCana – O papel Estratégico de Saúde, Segurança e Meio Ambiente. O evento online foi realizado ontem (29) apresentado pelo jornalista e diretor da ProCana Brasil, Josias Messias.

SSMA estratégico age como técnica de apoio à operação

Embora, frequentemente a atuação do SSMA em situações de normalidade precisa ser clara para os gestores da área, a COVID-19 trouxe um aprendizado constante e um novo olhar sobre a área, colocando como prioridade absoluta a proteção da saúde dos integrantes da empresa. “O cenário exige respostas e ações ágeis e imediatas”, disse Adriano Granjo, diretor de SSMA da Atvos.

O profissional ressaltou que as estruturas essenciais de SSMA estratégico agem como técnicas de apoio à operação. “É papel da SSMA fazer interface com todas as áreas, sejam elas internas ou externas, incluindo as autoridades isso no contexto geral, no dia a dia”, disse.

Segundo ele, a comunicação é efetivamente essencial para garantir resultados positivos. “A base do protocolo começa na comunicação, qualquer ação preventiva vai ser eficaz se a gente tiver uma ação rápida e neste caso a comunicação ajuda muito”, afirmou.

Granjo ressaltou ainda que, como premissa, as ações de SSMA nas organizações valem não só em tempo de COVID, mas sempre. “É o agir antes, não esperar ter um problema para reagir. É se antecipar”, reforçou.

Grupo de trabalho uniu as áreas de segurança, meio ambiente e facilities
Carlos Furlaneti, Da Clealco

De acordo com o gerente geral de pessoas e administração da Clealco, Carlos Furlaneti, a companhia já passava por um processo de reposicionamento estratégico na área de SSMA, quando foram surpreendidos pela pandemia.

O fato trouxe novos desafios para a empresa às vésperas de iniciar uma nova safra, com o compromisso de garantir a operação em três turnos, preservando a qualidade de bem-estar e a segurança para as pessoas.

Diante do novo cenário, foi criado um grupo de trabalho interno chamado Semafe, que uniu a áreas de segurança, meio ambiente e facilities (atuação voltada às operações do dia a dia da usina). Adotando o trabalho em um formato Housekeeping, a empresa conseguiu ainda proporcionar um ambiente mais agradável para os funcionários e gerar maior produtividade, incluindo eliminação dos desperdícios, limpeza e arrumação.

“O reposicionamento, não só da estratégia de atuação como um todo, mas da estratégia de atuação frente à pandemia, foi o que trouxe muita confiança não só entre os profissionais, que atuavam. Com isso, a área de SSMA conseguiu se consolidar ainda mais o seu papel tão estratégico dentro da organização”, explicou.

Ações de SSMA reduziram acidentes de trabalho em 70%
Mário Márcio dos Santos, da Guaíra

As ações de SSMA reduziram acidentes de trabalho em 70% na Guaíra contou Mário Márcio dos Santos, gerente de SST da companhia. “O foco foi tão grande na COVID-19, que as pessoas passaram a entender a prevenção que deveria ser feita, e seguiram o nosso boletim, que já continha orientações sobre acidente do trabalho”, contou.

Segundo ele, a pandemia exigiu iniciativas estratégicas com o objetivo de manter o mesmo padrão de qualidade de produção anterior ao atual cenário. Assim, foram criadas cerca de 60 ações preventivas ao coronavírus, que possibilitaram manter a operação e as expectativas. Isso garantiu os resultados na indústria e na lavoura, sem alteração no CTC, ATR e TCH.

O novo normal trouxe outros aprendizados e benefícios para a empresa. Entre eles, a criação de nossos cursos e treinamentos no formato EAD, campanhas de saúde, assim como, um novo comportamento das pessoas. “A pandemia foi interessante. Nesses últimos meses, ficou evidenciada a importância de se lavar a mão. Passou a ser um equipamento de segurança a ser utilizado”, comentou.

Área de segurança teve que se reinventar para conseguir manter seus padrões

“Se têm empresas que não acreditavam ou não entendiam bem o papel estratégico de segurança, saúde e meio ambiente, antes da pandemia, eu tenho certeza que essas empresas estão repensando o assunto agora, pois essas áreas, exercem um papel estratégico importante, principalmente nas empresas que têm como objetivo uma operação sustentável”, afirmou Nadia Gama, diretora de Segurança, Saúde, Meio Ambiente e Sistemas de Gestão da BP Bunge Bioenergia, comentando que a pandemia trouxe uma nova realidade e um novo desafio para todos.

Nádia lembrou que a BP Bunge é uma empresa jovem, de quase oito meses de vida, com 11 unidades em cinco estados, com estágios diferentes da doença em cada um deles. Assim, diante do cenário de COVID-19, a BP Bunge teve que reinventar sua estratégia de segurança para garantir a continuidade das operações, com novos protocolos e ações, garantindo assim, a saúde das pessoas.

“Tínhamos vários protocolos, mas a área de saúde se tornou protagonista neste momento e a área de segurança teve que se reinventar para conseguir manter os padrões de segurança no campo, assegurar que adotem os procedimentos e, principalmente, tenham estabilidade emocional no trabalho diário”, disse.

Pandemia contribui  para aperfeiçoar boas práticas de SSMA

A diretora mencionou ainda que, apesar do cenário difícil imposto pela COVID-19, o aprendizado vem acontecendo. E que para ela isso vai transformar a forma que a usinas trabalham, ajudando a aperfeiçoar as boas práticas, em saúde, segurança a ambiente.

“Através de governanças e preocupação com as pessoas, e principalmente manter a liderança próxima das pessoas, a gente vem conseguindo manter a continuidade das operações”, finalizou.

O webinar foi patrocinado pela Pró-Usinas – Empresa do Grupo ProCana focada em tecnologia e inovação de resultados para as usinas. E pela S-PAA Soteica – Software de RTO que maximiza a cogeração e a eficiência industrial, instalado em mais de 40 usinas e gerando ganhos superiores a R$ 1/TC.

Assista o Webinar na íntegra:

Este Webinar contou com o patrocínio das empresas:

HB Saúde — Sempre ao seu lado!

Pró-Usinas – Empresa do Grupo ProCana focada em tecnologia e inovação de resultados para as usinas

S-PAA Soteica – Software de RTO que maximiza a cogeração e a eficiência industrial, instalado em mais de 40 usinas e gerando ganhos superiores a R$ 1/TC. Veja mais em www.usina40.com.br.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

3 × 5 =

X