fbpx
JornalCana

Sem grandes investimentos, Usina Vertente aumenta performance de extração e aumenta moagem

Flávio Montanheiro revela os detalhes por trás do sucesso em eficiência e produção

Usina Vertente: setor de extração da unidade se destaca por registrar a menor perda de açúcares no bagaço final entre todas as unidades do grupo

A Usina Vertente, que faz parte do grupo Tereos, apresentou resultados notáveis em termos de recuperação industrial, com um foco especial em reduzir as perdas em ART setoriais. O setor de extração da unidade se destaca por registrar a menor perda de açúcares no bagaço final entre todas as unidades do grupo.

LEIA MAIS > Usina Diana reduz custos elevando ciclo de concentração das caldeiras e recuperando o condensado

Montanheiro, gestor de Extração e Utilidades da Usina Vertente

Flávio Montanheiro, gestor de Extração e Utilidades da Usina Vertente, comenta: “Nossa missão para a safra de 2023 era clara. Queríamos aumentar a moagem efetiva por hora mantendo a eficiência de extração que alcançamos no último ano safra. Para isso, projetamos ações específicas nas áreas de alimentação, preparo e moagem de cana, garantindo o processamento de maior volume de matéria-prima por hora média sem afetar o indicador de extração”.

Principais ações implementadas

Entre as medidas adotadas, destacaram-se o ajuste no raio e ângulo da placa desfibradora e do rotor desfibrador, a adequação na alimentação e retorno da esteira transversal, e o reposicionamento de distribuição das calhas de embebição. “Realizamos também modificações técnicas como a drenagem de caldo lateral do difusor, ajustes no volume e estrutura do rolo flutuante, além de densidade aplicada na triangulação dos ternos desaguador e de secagem”, detalha Flávio.

LEIA MAIS > Gerente industrial do Ingenio La Cabana revela estratégias de eficiência energética no 21º SINATUB INTERNACIONAL

Outras ações relevantes incluíram a modificação da camisa e do eixo do rolo de pressão do terno primário, a adequação do donelly (Mill Max), a automação e composição de liga nobre (cromo) no chapisco das moendas, e o controle de velocidade das moendas em função do deslocamento do rolo flutuante.

Metas alcançadas

As ações implementadas e monitoradas desde o início e durante o período atual da safra se mostraram assertivas. “A moagem por hora foi executada conforme o planejado, e não só mantivemos a perda de açúcares no bagaço final, como também conseguimos uma redução significativa,” afirma Flávio Montanheiro.

Esses resultados colocaram a eficiência do setor de Extração da Usina Vertente como um destaque nacional e dentro do grupo Tereos. “Segundo o Ranking de Benchmarking do setor Sucroenergético da empresa Fermentec, localizada em Piracicaba, SP, estivemos em uma posição de liderança,” conclui Montanheiro, evidenciando o sucesso das estratégias adotadas pela Usina Vertente.

O profissional apresentará os números completos e todos os detalhes desse case de sucesso no dia 9 de novembro, durante o 21º SINATUB INTERNACIONAL – Extração & Manutenção Industrial com informações relevantes e casos de inovações tecnológicas e melhorias operacionais nas áreas de Recepção, Preparo, Extração (Moenda ou Difusor) e Manutenção Industrial. O painel desse dia conta com:

INSCREVA-SE JÁ: www.sinatub.com.br

Manhã – Extração

– Case São Domingos – Alta Performance em Preparo de Cana

Franciel Ribeiro da Silva, coordenador de Manutenção Industrial da Usina São Domingos

– Case Vertente – Aumento da performance de extração e maior moagem, sem grandes investimentos

Flávio Montanheiro, gestor de Extração e Utilidades

– Algoritmos Inteligentes Voltados para a Máxima Extração e Aproveitamento do ART em Difusores e Moendas

Bruno Moraes de Oliveira, engenheiro Químico Senior e Desenvolvedor Aplicação da Soteica

Tarde – Manutenção

– Case Cocal – Implementação de Tecnologias 4.0 visando a Inovação e Resultados Sustentáveis na Gestão de Ativos

Hernandes Rosa Junior, gerente de Manutenção Industrial

– Case Lins – Manutenção Preditiva: Inovações no Processo de Medição de Espessura

Marcos Pinatti, gerente de Manutenção e Energia

– Case Santa Adélia – Evolução na Gestão de Ativos no Grupo Santa Adélia

Renan Rodrigues Ponte, engenheiro de manutenção

No dia anterior acontece o 21º SINATUB INTERNACIONAL – Caldeiras, Vapor, Energia e Biogás marcado para o dia 8 de novembro de 2023, no Centro de Convenções Ribeirão Preto (SP).

INSCREVA-SE JÁ: www.sinatub.com.br

SINATUB deste ano enfoca a “Eficiência Energética para a Máxima Produção de Açúcar, Etanol e Exportação de Energia”, proporcionando uma plataforma para discutir avanços tecnológicos na geração e consumo de vapor e energia elétrica. A agenda está repleta de palestras que vão desde a otimização energética até a bioeletricidade no Brasil, apresentadas por líderes industriais e especialistas na área:

– Desafios e Oportunidades da Bioeletricidade no Brasil

Newton Duarte, VP Executivo na Cogen Associação da Indústria de Cogeração de Energia

– Busca por Eficiência em Sistemas de Cogeração Existentes

German Atilio Molina Ortiz, gerente industrial do Ingenio La Cabana – El Salvador

– Case Pitangueiras – Maior Exportação de Energia com uso de Biomassa

Claudemir Leonardo, diretor agroindustrial da Usina Pitangueiras

– Case Diana – Otimização Energética dos Sistemas de Geração de Vapor

David Fernando de Britto, coordenador de Manutenção Industrial e José Donizete de Souza, supervisor de Geração de Vapor

– Estrategias de Otimização do Balanço Térmico com base na demanda de processos

Bruno Moraes de Oliveira, engenheiro Químico Senior e Desenvolvedor Aplicação da Soteica

– Case Tereos – Geração de Bioeleletricidade e Biometano a Partir do Biogás

Enéas Cordeiro, Plant Manager

– Momento Patrocinador – Drul

– Momento Patrocinador – Veolia

Para mais informações e inscrições acesse: www.sinatub.com.br

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram