fbpx

Usina São Francisco e Native recebem a certificação Renovabio

A UFRA recebeu alta nota de eficiência energética

A Usina São Francisco (UFRA), que produz o açúcar e álcool orgânicos da marca Native, recebeu a certificação Renovabio da Agência Nacional de Petróleo (ANP). Com o certificado, que vale por três anos, a companhia já pode comercializar os seus 55.655 Créditos de Descarbonização (CBIOs) na B3.

Entre todas as 220 usinas certificadas que produzem etanol a partir da cana-de-açúcar, a UFRA recebeu a maior nota de eficiência energética (71,6). Além da nota, o processo de certificação da produção de biocombustíveis leva em conta a origem da biomassa energética matéria-prima do biocombustível.

A Usina São Francisco, que produziu, na safra de 19/20, 100.725 toneladas de açúcar e 54.650.000 litros de etanol, é autossuficiente na produção de energia elétrica a partir da combustão do bagaço da cana e possui capacidade para gerar 218 GWh por ano.

LEIA MAIS > GRC eficiente deve resultar em uma boa estratégia comercial

Caldeiras de alta eficiência garantem a queima limpa dessa biomassa, sem emissão de enxofre. O vapor produzido por elas movimenta um turbo gerador que converte o gás em energia elétrica suficiente para atender todas as necessidades da unidade fabril, além de um excedente de 146 GWh/ano para ser comercializado, equivalente ao consumo de uma cidade com 476 mil habitantes.

“O reconhecimento vem de encontro com a nossa política de sustentabilidade, indicando que produzimos biocombustível limpo, renovável e sem agredir o meio ambiente, além de mostrar que investimos em boas práticas de produção e tecnologias mais eficientes para ampliar a produtividade e reduzir a emissão de Gases de Efeito Estufa”, conclui a companhia.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

três + 8 =

X