fbpx
JornalCana

Usina Santa Cruz troca CPFL pelo mercado livre de energia

santaA Usina Santa Cruz, controlada pelo Grupo São Martinho e localizada em Américo Brasiliense (SP), deixou de adquirir energia elétrica da CPFL e foi para o mercado livre.

Segundo a São Martinho, até junho de 2016 a unidade produtora de açúcar e de etanol adquiria energia elétrica da CPFL, quando havia alguma necessidade, mas passou a adquirir pontualmente esta energia do mercado livre.

Conhecido como Ambiente de Contratação Livre (ACL), o consumidor escolhe livremente seu fornecedor exercendo o direito à portabilidade da conta de luz, sem ficar restrito à distribuidora da região em que está. Neste ambiente, consumidores e fornecedores negociam as condições de contratação de energia.

Existem dois tipos de consumidores livres: os consumidores livres “tradicionais” e os consumidores especiais. Os consumidores livres possuem, no mínimo, 3.000 kW de demanda contratada e podem adquirir energia proveniente de qualquer fonte de geração.

Já os consumidores especiais têm demanda contratada igual ou maior que 500 e menor que 3.000 kW, independentemente do nível de tensão no qual estão restritos e do consumo de energia provida de fontes renováveis (eólica, solar, biomassa e biogás).

Perfil

No Grupo São Martinho, a Usina São Martinho e a São Martinho Energia, unidade presente dentro da USM, em Pradópolis (SP), exportam energia incentivada (abaixo de 30 MW de geração).

Já, segundo a assessoria da companhia, as usinas Boa Vista, em Quirinópolis (GO) e Santa Cruz exportam energia convencional (acima de 50 MW de geração). E apenas, por ora, a Santa Cruz compra energia do mercado livre.

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram