fbpx

Usina salta de 49 para 99 TCH em 10 anos, mesmo em Recuperação Judicial

Conheça o case da Denusa hoje no 3º Usinas de Alta Performance Agrícola, na Fenasucro

Um case extraordinário de recuperação de produtividade agrícola é o da Denusa, localizada em de Jandaia – GO. A destilaria saiu de uma produtividade de 49 TCH (toneladas da cana por hectare) em 2009 para uma produtividade estimada de 99 TCH nesta safra!

Enfrentando uma forte restrição financeira desde que entrou em Recuperação Judicial, em 2010, e sem poder investir na adubação e cana soca, a Denusa definiu uma estratégia em duas fases, com cuidados específicos para recuperar e dar um salto de produtividade em seus canaviais.

Leia também:

Usina campeã mostra o estado da arte na produção de cana

Na Fenasucro, benchmarking com as TOP10 em produtividade agrícola

Usina Guaíra revela tecnologias que garantem alta produtividade mesmo com seca e geada

Conheça as premissas da Cerradinho Bio para manter canaviais de 3 dígitos

A primeira fase, e a mais importante na visão de Pedro Abraão Barbosa, gerente agrícola da usina, foi de 2010 a 2015 e resultou num salto de 49 para 80 TCH. A Denusa elaborou então um planejamento das estratégias de reação junto ao Centro de Cana do IAC, com o professor Marcos Landell, que incluiu a caracterização de ambientes (Ambicana), escolha de variedades modernas e de alta população de colmos, formação de viveiros de mudas sadias, correção de perfil de solo e descompactação, rotação de cultura, plantio de qualidade e a adoção da matriz de colheita 3º Eixo. “Todas estas estratégias são conhecidas e de baixo custo, mas a diferença na Denusa foi a disposição e cuidado com que elas foram implementadas”, explica Pedro Barbosa.

A segunda fase, chamada de desenvolvimento, foi a partir de 2016 e permitiu à Denusa alcançar uma produtividade estimada entre 97 e 100 TCH para esta safra. “Eu chamo esta fase de mais fácil e mais cara, e na qual a maioria das usinas acabam colocando maior foco, sendo que se os cuidados da primeira fase não forem realizados, pode se gastar o quanto quiser em recursos e insumos que dificilmente se consegue manter uma produtividade de 3 dígitos”, destaca Barbosa.

Pedro Barbosa se dispôs a compartilhar mais detalhes sobre esta recuperação extraordinária durante a palestra intitulada “Case Denusa – Formação de Canaviais de Alta Produtividade – Fases e Cuidados” que ele vai apresentar hoje no 3º Usinas de Alta Performance Agrícola, evento de conteúdo técnico da Fenasucro & Agrocana 2019.

Realizado apenas no período da tarde, das 14 às 18 horas, o programa é extremamente objetivo e inclui a apresentação dos cases de alta produtividade e inovação também das usinas Bevap, Cerradinho Bio, Guaíra, Tereos e USJ.

Veja a programação:

Case Bevap – Cana de 3 dígitos

Case Cerradinho Bio – Premissas Fundamentais para Manter TCH de 3 Dígitos

Case USJ Araras – Manejo e Tecnologia para Ganho de Produtividade Agrícola e Máximo ATR

Cana 4.0 – A Contribuição da Inteligência Artificial para a Produtividade Agrícola na Tereos

Case Guaíra – Tecnologia para Alta Produtividade Agrícola

Case Denusa – Formação de Canaviais de Alta Produtividade – Fases e Cuidados

Manter Alta Produtividade na Cana só é possível com gente qualificada, muita tecnologia, inovação e gestão avançada!

Confira este convite de Josias Messias!

Serviço:

Usinas de Alta Performance Agrícola

Evento de conteúdo técnico da Fenasucro & Agrocana 2019

Data: 21/08/2019 (Quarta-Feira) – 14h as 18h

Local: Fenasucro & Agrocana 2019 – Auditório Zanini – Av. Marginal João Olézio Marques, 3563 – Sertãozinho – SP

Inscrições: Fone: (16) 3512.4300 | WhatsApp: +55 16 +55 16 98857.6013|  [email protected]

Site: www.jornalcana.com.br/uap  

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X