fbpx

Usina de cana projeta implantação de unidade flex a partir do milho

Unidade quer fazer até biodiesel de óleo de milho

Sustaita, CEO da Bevap no workshop Sugar & Ethanol Brasil (Foto: Delcy Mac Cruz/JornalCana)

Anidro de milho, biodiesel de óleo de milho e confinamento de gado.

Este é um dos objetivos da Bioenergética Vale do Paracatu (Bevap) para os próximos anos.

Como esse é um dos objetivos?

É um dos objetivos porque a Bevap Bioenergia foca o modelo de usina flex, que produz com cana-de-açúcar e com milho.

O milho, no caso, servirá para produzir etanol anidro, biodiesel a partir de óleo do cereal, e DDGs, fontes proteicas para alimentação animal.

Quem destacou esse objetivo?

Quem destacou esse objetivo é Gabriel Sustaita, CEO da Bevap Bioenergia.

Sustaita destacou o objetivo durante palestra no workshop Sugar & Ethanol Brazil na manhã desta terça-feira (07/05) na capital paulista.

O Sugar & Ethanol Brazil é realizado pela F. O. Licht, tem o JornalCana como mídia de apoio, e será realizado até quinta-feira (09/05).

Décima safra

A Bevap entra neste 2019 em sua décima safra.

A previsão da unidade é de moer 3 milhões de toneladas de cana-de-açúcar nesta safra 2019/20.

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X