fbpx

Usina de cana do governo da Bolívia inicia campanha para vender açúcar

“Hecho en Bolívia”, ou ‘feito na Bolívia’, é o nome da campanha lançada pelo presidente da Bolívia, Evo Morales, para incentivar o consumo de produtos nacionais, feitos no país, e fortalecer a economia boliviana.

Entre os produtos está o açúcar que desde este ano é fabricado pela usina de cana-de-açúcar San Buenaventura, cujo governo é o principal controlador. 

A campanha “Hecho en Bolívia” foi oficialmente lançada em 03/12/2015.

Conforme o presidente boliviano, a campanha tende a fazer o consumo de produtos nacionais, como o açúcar da usina, crescer entre 6% a 8%.

“Mas [esse crescimento] deverá vir sem burocracia e sem contrabando”, disse. O contrabando de mercadorias consumidas na Bolívia é um sério problema enfrentado pelas autoridades locais.

Executivos da usina controlada pelo governo da Bolívia e as primeiras embalagens de açúcar
Executivos da usina controlada pelo governo da Bolívia e as primeiras embalagens de açúcar

Conforme a diretoria da usina sucroenergética inaugurada nesse ano, apenas 30% da cana-de-açúcar processada pertence à planta industrial. Os demais 70% da oferta da matéria-prima é adquirida junto a pequenos produtores da região da localidade de San Buenaventura.

A estatal açucareira, como a usina é denominada, fica na província de Abel Iturralde, no ‘departamento’ de La Paz e tem capacidade de processar 7 mil toneladas de cana por dia e 57,5 mil toneladas de açúcar por ano.

A usina sucroenergética San Buenavetura também está capacitada para produzir 1 mil litros diários de etanol e ofertará 1,650 milhão de tonelada de bagaço por ano, suficientes para gerar 30 megawatts (MW) de eletricidade.

O primeiro carregamento de açúcar feito na usina foi oficialmente apresentado em 29/10 pelo gerente geral da unidade, Ramiro Lizondo Díaz.

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X