fbpx
Cana-de-Açucar, Etanol, Açúcar e Cogeração

Usina Coruripe um comitê de melhorias em equidade

Objetivo é debater o papel da mulher e aumentar a participação feminina na empresa

Equidade de gênero e respeito às mulheres são pontos importantes entre os valores da Usina Coruripe. A empresa se destaca na promoção de iniciativas para fomentar a diversidade e a valorização feminina no segmento. Entre as ações, a empresa passou a destinar uma parte das vagas do programa de bolsa de estudos exclusivamente para as mulheres.

A iniciativa foi concebida a partir de uma ação realizada no Dia Internacional da Mulher, em que as colaboradoras assumem, por um dia, as diretorias da companhia e debatem sobre igualdade de direitos. Como continuidade da ação, as participantes integram, ao longo do ano, um comitê de melhorias em equidade, com o objetivo de debater o papel da mulher na empresa.

Segundo Sandra Maria da Silva, coordenadora de irrigação da Usina Coruripe e líder do comitê, o principal foco da gestão iniciada no ano passado foi definir estratégias para aumentar o quadro de mulheres na empresa. “Nós buscamos, inicialmente, entender quais eram os principais empecilhos para as mulheres trabalharem na empresa e a qualificação surgiu como sendo um deles”, conta.

A partir disso, elas identificaram a importância de capacitar o quadro de mulheres que já trabalhavam na empresa e 50% das vagas do programa de bolsa de estudos passaram a ser destinadas exclusivamente às mulheres. O programa inclui bolsas de 100% em cursos técnicos; de 50% a 80% em cursos de graduação e pós-graduação; e de 75% em idiomas.

LEIA MAIS > Cônsul geral da Índia visita Centro de Cana do IAC

O comitê também idealizou um banco de talentos totalmente direcionado às mulheres, com o objetivo de cumprir a meta de aumentar para 20% o número de colaboradoras até o final da safra de 2022, estabelecida pela Coruripe no início do ano passado.

“O foco foi apurar qual o perfil da mulher que trabalha ou quer trabalhar na Coruripe e entender como podemos ajudá-la a potencializar suas habilidades”, explica Sandra.

Os debates promovidos pelo “Comitê da Mulher”, que tem seis anos de atividades, já permitiram a incorporação de diversas práticas para a equidade de gênero, como a ampliação da licença-maternidade para seis meses, campanhas pela saúde da mulher e ações específicas de qualificação e inserção de aprendizes do sexo feminino nos programas de aprendizagem, entre outras.

A iniciativa ajuda a desenvolver uma cultura organizacional focada em inclusão, além de respaldar a importância do tema para as lideranças e colaboradores da empresa. “Aquela mentalidade de usina que se tinha na década de 1980, como um local de trabalho bruto e que não era lugar de mulher, está dando espaço para um ambiente diverso e incluso”, afirma.

A companhia também integra o movimento global Princípios do Empoderamento das Mulheres, promovido pela ONU Mulheres e pelo Pacto Global das Nações Unidas. A parceria permite a troca de experiências a respeito das melhores práticas para a igualdade entre os gêneros no ambiente dos negócios. São sete os princípios que norteiam o acordo e, entre eles, está justamente o incentivo à educação e a formação e desenvolvimento profissional de mulheres, para que, assim, elas possam desenvolver suas potencialidades.

Dia da Mulher

Para homenagear as mulheres, a Usina Coruripe também convidou todas elas para participar de um encontro virtual no dia 8 de março, em que foi exibido um vídeo destacando o trabalho e a dedicação das colaboradoras da empresa. Na oportunidade, ocorreu, ainda, uma palestra e foram publicadas diversas homenagens a algumas das representantes femininas da Coruripe nas redes sociais. A Coruripe também prestou homenagem às mulheres por meio da divulgação de material nas redes sociais e e-mail marketing para o quadro interno.

Sandra Maria da Silva, coordenadora agrícola da usina

Compõem o “Comitê da Mulher” 2021 a coordenadora agrícola Sandra Maria da Silva, a analista de Infraestrutura e TI Josiane Carvalho Dela Coleta Ferreira, a química industrial Valéria Aparecida Tessari Arantes, a supervisora de laboratório Marineide de Melo Ribeiro, a analista de Recursos Humanos Graziela Roberto de Albuquerque, a analista do Jurídico, Sandra Maria Reis dos Santos, e a técnica de alimentos Lohany Silva Morais.

LEIA MAIS > Cinco mulheres e o segredo da eficiência profissional

“Acreditamos que a igualdade no trabalho entre homens e mulheres é condição fundamental para o fortalecimento da nossa organização. Essa é uma forma de valorizarmos a presença das mulheres na empresa”, afirma o presidente da Usina Coruripe, Mario Lorencatto.

O executivo também apresentou as medidas que promovem a equidade de gênero adotadas pela Coruripe na edição virtual do “Encontro Cana Substantivo Feminino”, realizado no dia 8 de março. No evento, ele destacou os esforços da empresa para aumentar a presença feminina entre seus colaboradores e fortalecer o ingresso de mulheres no setor sucroenergético.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X