fbpx

Usina aumenta produtividade combatendo praga

A usina tem capacidade para moer 1,5 milhão de toneladas por safra
Usina tem capacidade para moer 1,5 milhão de toneladas por safra

Os produtores canavieiros estão preocupados com os prejuízos que pragas, doenças e ervas daninhas têm levado aos canaviais. Uma delas é conhecida pelo difícil controle e também pela elevada queda de produtividade gerada. Estamos falando do Sphenophorus levis, popularmente chamado de bicudo da cana, que migrou dos canaviais paulistas para ao país.

Em Minas Gerais, há seis anos, a WD Agroindustrial, do Grupo Detoni, foi apresentada a larva, capaz de causar prejuízos da ordem de 30 toneladas de cana por hectare, além de reduzir a longevidade do canavial.

Prejuízos podem chegar a 30 toneladas de cana por hectare
Prejuízos podem chegar a 30 toneladas de cana por hectare

Desde então, a usina, que produz açúcar e etanol, trabalha no combate e prevenção da praga. Medidas de controle recomendadas por pesquisadores e também algumas soluções desenvolvidas por seus colaboradores são alguns dos artifícios. “O controle é realizado de duas formas: o preventivo em cana planta e o curativo em cana soca”, diz Jorge Carlos Detoni, diretor da WD.

De fato, após dar sequência no trabalho, a unidade tem colhido os resultados. Detoni é quem explica detalhes. “Todos os recursos que utilizamos têm refletido diretamente nos números da produção. Já obtivemos aumento de produtividade”.

A WD Agroindustrial tem 100% de sua colheita mecanizada e conta com capacidade de moagem de 1,5 milhão de toneladas de cana, além de ser capaz de fabricar 40 milhões de litros de etanol e 150 mil toneladas de açúcar.

A matéria completa você acompanha na edição 247 do JornalCana.

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X