fbpx

Unidade participa de audiência pública em Fernandópolis

img1093

A Alcoeste participou no último dia 15/3, de uma audiência pública do Conselho Estadual do Meio Ambiente sobre o EIA/Rima (Estudo de Impacto Ambiental/ Relatório de Impacto ao Meio Ambiente), estudo que faz parte do processo de ampliação industrial e agrícola da Alcoeste.

O secretário executivo do Consema, Germano Seara Filho presidiu a audiência e o EIA/Rima foi apresentado por Antônio Melhem Saad, geólogo e representante da TN Ambiental, empresa contratada pela Alcoeste para realizar o estudo. 

A conclusão aponta que é possível a expansão da área agrícola, pois existem áreas com condições de plantio. Foi possível observar no estudo que a área de abrangência contempla 11 municípios e a cana plantada nesta ampliação terá colheita 100% mecanizada. “Foi apresentado que o empreendimento do ponto de vista tecnológico, socioeconômico e ambiental é viável. Os reflexos da expansão industrial e agrícola sobre a economia dos municípios trarão efeitos positivos para a população. Vários impactos serão passíveis de mitigação, ou seja, poderão ser compensados por ações de restauração ambiental e social como compromisso do Grupo Arakaki”, informa a assessoria da empresa.

Esta foi a primeira fase do processo de licenciamento para a ampliação das áreas agrícolas e industrial da Alcoeste Destilaria S/A, que a partir da conquista de suas licenças ambientais será capaz de aumentar sua produção de etanol e também iniciar a produção de açúcar.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X