fbpx

Unida comemora manutenção do programa de equalização canavieira

A União Nordestina dos Produtores de Cana (Unida) informou no início desta tarde que o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, tomou a decisão de manter o programa de equalização canavieira para o setor sucroalcooleiro do Nordeste. “O Governo federal reconheceu a importância econômica e social do setor para a Região Nordeste. Ainda não foi definido o valor a ser pago, mas acreditamos que dentro de 60 dias o sistema esteja operacionalizado”, diz o secretário-geral da Unida, Gregório Maranhão.

De acordo com o presidente da Unida, Edgar Paes, uma reunião para discutir a retomada do proceso de equalização com representantes das associações de fornecedores de cana de todo o Nordeste está sendo agendada para acontecer na próxima segunda-feira, no Recife. O encontro deverá acontecer às 14h, na sede da Associação dos Fornecedores de Cana de Pernambuco (AFCP). Os repasses do programa de equalização estão suspensos desde 2001 e correspondem, segundo estimativas das entidades ligadas ao setor sucroalcooleiro, a cerca de R$ 1,2 bilhão.

“Esta notícia veio em boa hora. Já demos início aos preparativos para a safra 2004/2005 e, em função da queda dos preços nesta safra que terminou, muitos produtores estão com dificuldades para manter os tratos culturais e investir em novas tecnologias. A queda no faturamento dos produtores chegou a 20% quando em comparação com a safra anterior. A reunião também servirá para discutir as dívidas dos produtores junto ao Banco do Brasil e a retomada de financiamento através da linha de crédito BB Convir.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X