fbpx

Unica rebate ministro, que diz oferecer ajuda necessária ao setor

2010-08-24 Usina Sao Martinho Colheita Mecanizada Arte

O entrave entre setor sucroenergético e governo ganhou novos contornos nesta semana. Isso porque o ministro Guido Mantega declarou que o segmento precisa melhorar a gestão das empresas para superar a crise, reiterando, em sua visão, que o governo oferta toda ajuda necessária para os produtores.

Em resposta, a Unica – União da Indústria de Cana-de-Açúcar divulgou nota nesta terça-feira, 29 de abril. “Trata-se de mais um raciocínio distorcido, a exemplo de outras explicações incompletas lançadas nos últimos dias por integrantes do governo e pela presidente da Petrobras”.

De acordo com a entidade, mesmo com as várias reuniões realizadas em Brasília e debates por todo o país, o governo insiste em não assumir a real situação do setor. “Demonstrando nível preocupante de desinformação para uma autoridade governamental, o ministro afirmou que o governo ‘já faz sua parte’ em relação ao setor, concedendo ‘financiamentos privilegiados a custos reduzidos’ e que o governo não pode aumentar o preço da gasolina ‘só para viabilizar o setor’. São afirmações que representam uma visão muito limitada da realidade e ilustram novamente o esforço constante do governo para negar os danos que vem sendo causados ao setor”.

Ainda no comunicado, a Unica explica que os financiamentos oferecidos ao setor de nada ajudam as empresas que realmente precisam do benefício. “Pouco adiantam autoelogios sobre financiamentos 2010-05-04 Guido Mantega (2)oferecidos, já que 40% das empresas do setor não tem acesso a esses recursos, devido às condições precárias em que se encontram suas finanças e níveis de endividamento, resultado direto das interferências governamentais na área de energia como um todo. Empresas que não conseguem renda a partir da venda de seus produtos não vão arriscar ainda mais seu negócio, tomando novos empréstimos que no futuro não poderão pagar, por melhores que sejam os juros”.

Por fim, a entidade deixa claro que o setor sucroenergético não quer o aumento da gasolina, mas sim, uma política pública bem definida para o mercado de combustíveis. “Estivesse o governo mais atento às informações encaminhadas sistematicamente há anos pela Unica, saberia que nunca, em nenhum momento, foi pedido ao governo pelo setor sucroenergético o aumento da gasolina. O setor pede, isto sim, que o governo resolva o problema que ele mesmo causou, com sua postura relativa à inflação: a de que é melhor ´segurar´ os índices inflacionários controlando preços públicos do que enfrentar os reais motivos que causam a inflação´, diz a nota.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X