JornalCana

Unica questiona postura da UE na OMC

A União da Agroindústria Canavieira do Estado de São Paulo (Unica) questiona as respostas dadas pelos representantes da União Européia (UE) na Organização Mundial do Comércio (OMC). Em pedido de consulta na OMC, nos dias 21 e 22 de novembro, o Brasil e a Austrália questionaram a política para o açúcar da UE.

Segundo a Unica, o bloco europeu usou os países da África, Caribe e

Pacífico, os chamados ACP, como escudo para justificar sua política de

pesados subsídios. Mesmo com a posição clara do governo brasileiro de não questionar o tratamento diferenciado às ex-colônias, e sim o excesso de subsídios que a UE concede às exportações de açúcar, o bloco tentou reverter a situação e jogar os países da ACP contra os demais países.

A Unica questiona o “regime europeu para o açúcar, que inclui preços mínimos garantidos para cerca de 13 milhões de toneladas consumidas internamente a cada ano e subsídios diretos à exportação de outros quase 3 milhões de toneladas. Com o apoio direto que recebem pela produção e venda externa da maior parte do açúcar que fabricam, os produtores europeus cobrem todos os seus custos fixos e os 3 milhões de toneladas que ofertam a mais e que são exportados por qualquer valor que lhes permitam cobrir, apenas, os custos variáveis da parcela excedente”.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram