fbpx

UNICA propõe cooperação com a Tailândia

Um dos objetivos é inserir o etanol combustível no país asiático

Surasak Suparat, embaixador da Tailândia, com Gussi e Leão, da UNICA (Foto: Divulgação)

A diretoria executiva da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) participou em 26/07/19 de reunião com o embaixador da Tailândia no Brasil, Surasak Suparat.

Na oportunidade, foram discutidas formas de cooperação entre Brasil e os setores público e privado do país asiático.

De acordo com o diretor executivo da UNICA, Eduardo Leão, o Brasil busca cooperação com países asiáticos porque além do etanol trazer oportunidades para os produtores agrícolas nessas regiões.

Ademais, também contribui para redução dos níveis de poluição do ar.

“Além disso, em um programa de etanol bem-sucedido, os excedentes para produção de açúcar poderiam ser transferidos para produção de etanol”, comentou o executivo.

Impacto positivo

Durante a reunião, o diretor presidente da UNICA, Evandro Gussi, destacou o impacto positivo do uso do etanol no Brasil.

De acordo com ele, Rio de Janeiro e São Paulo se diferenciam de outras grandes metrópoles que apresentam elevados níveis de poluição por conta do uso do etanol hidratado e anidro, adicionado em 27% à gasolina.

“O Brasil tem experiência de mais de quatro décadas na produção e uso de etanol como combustível em larga escala”, destacou Gussi.

“O que tem contribuído consideravelmente para melhoria da qualidade do ar em grandes centros no país e, consequentemente, reduzido significativamente problemas respiratórios e cardiovasculares associados a esse problema no Brasil.”

Surasak Suparat afirmou que tem muito interesse na experiência brasileira e garantiu que novas conversas sobre uma parceria acontecerão em breve.

“Um projeto assim seria bom para o governo, para indústria, meio ambiente e população. Todo mundo ganha”, disse o embaixador.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X