fbpx
JornalCana

UISA incorpora veículo movido a gás natural e marca pioneirismo em Mato Grosso

O caminhão passará por monitoramento de desempenho durante um período de 30 dias

A UISA incorporou em sua frota agrícola o primeiro caminhão movido a Gás Natural Veicular (GNV) do estado de Mato Grosso.

“O modelo contribui com aspectos sustentáveis como a redução de 90% as emissões, em relação aos veículos movidos a diesel, além de proporcionar redução de custos para os negócios da companhia”, afirma a empresa.

O caminhão, modelo Scania G 410 XT, será utilizado no setor agrícola para testes durante um período de 30 dias.

Os testes fazem parte do projeto UISA Geo Biogás, planta que será construída no complexo industrial da UISA, que produzirá combustível renovável e carbono neutro, para substituição do uso de diesel e de GLP em tratores e caminhões. Segundo a empresa, a iniciativa representa um passo importante no processo de descarbonização de sua cadeia de produção.

LEIA MAIS > 10 anos de Código Florestal evidência pujança do produtor rural na área ambiental

De acordo com José Fernando Mazuca Filho, CEO da UISA, o projeto demonstra crescimento sustentável a partir de desenvolvimento econômico e de economia circular.

“No projeto, faremos a utilização dos nossos próprios resíduos de matérias-primas para a produção de outros combustíveis renováveis. Nós estamos dentro de uma economia circular, capturando esses gases e fazendo uso energético e sustentável deles dentro da nossa frota, com redução de custo e pegada ambiental positiva”, conta o CEO.

O novo veículo, que conta com motor Otto, faz parte do projeto-piloto para que a companhia consiga entender as funcionalidades e a eficiência do modelo para, a partir da instalação da nova planta de biogás, efetivar possíveis mudanças no abastecimento de veículos e máquinas agrícolas, visto que o gás natural pode ser trabalhado juntamente com o biometano, por ser considerados gases intercambiáveis. Com o projeto da nova instalação, a companhia aproveitará a torta de filtro e a vinhaça para geração de biogás, que será purificado para a geração de energia elétrica e utilizado para produção do biometano.

LEIA MAIS > VW é pioneira no setor automotivo a utilizar biometano na produção

De acordo com Rafael Rossini, nnalista de Mercado na Geo Biogás & Tech, o biometano, produzido a partir da UISA Geo biogás, possibilitará a efetivação da economia circular dentro dos negócios. “Hoje nós estamos fazendo este teste com gás natural veicular. É um caminhão mais silencioso, a emissão de partículas dele é menor. Ele tem as mesmas características do caminhão a diesel, mas com grandes vantagens ambientais e de redução de custo, além de ser o combustível do futuro”, explica Rossini.

José Fernando Mazuca Filho

Em ação conjunta entre a Scania e a Central de Operações Agrícola da UISA (COA), serão analisados o consumo, desempenho e autonomia do veículo em relação aos demais caminhões da frota. O monitoramento e acompanhamento será feito através da tecnologia Fit Manet, ferramenta de inteligência de frotas que mensura o potencial econômico do veículo, permitindo o rastreamento da velocidade, freio e aceleração, além de aspectos como a temperatura de motor e consumo de combustível.

Este é um carro de demonstração. Em parceria com a empresa, a Scania mandou o caminhão juntamente com o master drive, para dar as orientações de como funciona as operações e monitoramento de seu funcionamento”, explica Aylon José dos Santos, Masterdrive da Scania.

LEIA MAIS > ANFAVEA se manifesta sobre proposta de redução de impostos sobre combustíveis

“Inserida no setor do agronegócio, a UISA trabalha efetivação da economia circular, sistema com foco na extensão máxima da vida de seus produtos, garantindo o reaproveitamento da matéria-prima e a reutilização de seus resíduos em sua cadeia produtiva. A planta de biogás proporcionará a realização deste processo a partir do uso do biomatano enquanto recurso de abastecimento. O cronograma do projeto UISA Geo Biogás prevê a execução das operações da planta no início de 2024”, conclui o CEO da companhia.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram