fbpx
JornalCana

Tereos e VLI movimentam 955 mil toneladas de açúcar em 12 meses

Volume exportado via ferrovia é 30,6% maior do que no ano passado

Um ano após a ativação de dois novos armazéns construídos para aumentar a eficiência da cadeia logística de exportação de açúcar, a Tereos e a VLI celebram a marca de 955 mil toneladas movimentadas no período. O número é 30,6% maior que as 731 mil toneladas registradas nos 12 meses que antecederam a inauguração dos empreendimentos, o que atesta o ganho em competitividade proporcionado pelos ativos, mesmo em uma temporada de quebra de safra.

“Além do aumento do potencial de volume a ser exportado e do ganho de eficiência nas operações, a parceria com a VLI também vem ao encontro das iniciativas da Tereos em sustentabilidade, já que com o transporte ferroviário, reduzimos as emissões de gases de efeito estufa. Essa marca de quase 1 milhão de toneladas transportadas celebra o sucesso e a sinergia que temos com a VLI”, comenta Pierre Santoul, diretor-presidente da Tereos no Brasil.

LEIA MAIS > Carta ao leitor: Mesmo com tantos desafios, etanol tem futuro promissor

“Este fluxo simboliza tanto a integração de modais quanto o atendimento desde a origem da carga até o porto, diretrizes logísticas sob as quais a atuação da VLI é embasada. A movimentação representa o compromisso da companhia em viabilizar as adequações que a singularidade de cada operação nos demanda”, afirma Sebastião Furquim, diretor Comercial da VLI.

Atualmente, o Tiplam é responsável pela exportação de 25% de todo o açúcar brasileiro via litoral santista. O dado reforça a importância da logística intermodal para o escoamento de açúcar e grãos produzidos no país. No complexo portuário do Tiplam, porta de saída para os volumes destinados à exportação, a integração com o modal ferroviário e a chegada de 100% da carga exportada pelos trilhos tornam o processo de escoamento mais ágil.

As empresas investiram R$ 205 milhões na construção dos dois armazéns, inaugurados em novembro de 2020. Localizados no Porto de Santos e em Guará – SP, os armazéns têm capacidade para 240 mil toneladas.

LEIA MAIS > Raízen investe no etanol 2G e prevê mais 20 plantas para sua produção nos próximos 10 anos

As construções fazem parte do acordo de longo prazo assinado pelas duas empresas em junho de 2018, e que prevê uma capacidade de transporte de 1 milhão de toneladas de açúcar bruto por ano.

 

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram