fbpx

Tereos amplia receita líquida em 4% e chega a R$ 3,7 bilhões

A companhia sucroenergética Tereos Açúcar e Energia Brasil S/A amplia em 4% a receita líquida consolidada no ano 2017/18, ante o anterior, e apura R$ 3,7 bilhões.

Conforme as demonstrações financeiras, a receita líquida Consolidada de R$ 3,7 bilhões, 4% maior em relação ao ano anterior, deveu-se principalmente a política de hedge, mitigando os efeitos da redução do preço de açúcar na safra 17/18.

Controladora de sete unidades produtoras no interior paulista e uma produtora de açúcar em Moçambique, a Tereos processou 20,6 milhões de toneladas de cana-de-açúcar no ano de 2017/18, acima do volume de 2016/17, dos quais 20,2 milhões no Brasil e 0,4 milhão em Moçambique, através da subsidiária Companhia de Sena.

A produção de açúcar atingiu 1,8 milhão de toneladas, dos quais 41 mil toneladas produzidas em Moçambique.

A produção de etanol atingiu 646 mil m³, em linha com a safra anterior. A companhia alcançou uma produtividade agrícola média de 81 t/ha nesta safra, enquanto a média da região Centro-Sul foi de 76t/ha segundo dados do Centro de Tecnologia Canavieira (“CTC”).

Já o teor de sacarose na cana-de-açúcar (ATR) teve um aumento de 6% quando comparado à safra anterior, chegando a 140,9 Kg/ton.

Leia também: Por que o Grupo Tereos registra a maior receita de sua história

Confira demonstrações financeiras da Tereos Açúcar e Álcool S/A:

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

X