fbpx

Superávit mundial do açúcar segue menor e preços podem reagir em 2015, diz especialista

O superávit entre oferta e demanda no mercado internacional do açúcar deve continuar, mas ser menor que nas safras anteriores, dando início a um ciclo de correção do balanço internacional. “Este cenário leva a, pelo menos, um piso para os preços do açúcar no mercado internacional, semelhante a 2013, e uma retomada rumo aos US$ 21/lb em 2015”, revela Renata Marconato, analista da MB Agro Consultoria.

Ela prevê ainda que na próxima safra mundial, alguns países, principalmente os que produzem açúcar de beterraba, devem reduzir a área plantada, como é o caso da Rússia. “Isso porque os preços emparelham com os custos de produção”, lembra a analista da MB Agro Consultoria, ao revelar que o Brasil não terá significativas mudanças na capacidade de produção que se encontra atualmente, fazendo com que a próxima safra (2014/15) seja muito semelhante 2013/14.

img9700

2013

A especialista ainda faz um balanço do mercado açucareiro de 2013, quando explica que sobre ofertado com as boas safras seguidas da Índia, o mercado internacional de açúcar não teve fôlego para passar dos US$c 18,80/lb em média, em 2013.

Nordeste

No Nordeste a safra segue com muitas dificuldades. Segundo uma fonte do segmento da região entre a Paraíba e Pernambuco, além da seca severa e da falta de política de incentivo para produção de etanol, os preços baixos que seguem o açúcar desde outubro estão “quebrando” o produtor e provocando a paralisação das atividades de diversas usinas. “Muitas vezes, o produtor é obrigado a demitir e fechar as portas por falta de opção, pois os custos de produção do etanol estão mais altos do que os preços comercializados, gerando prejuízos e os preços do açúcar, muito baixos”, lembra a fonte.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X