fbpx

Subvenção pode ser suspensa caso não seja votada

Os 17 mil produtores de cana nordestinos que serão beneficiados pela subvenção federal devem começar a receber o beneficio nesta semana, três meses depois do anúncio feito pela presidente Dilma Rousseff, na Associação dos Fornecedores de Cana de Pernambuco. Ao todo, serão liberados R$ 145 milhões para os trabalhadores afetados pela seca.

Contudo, caso a Câmara dos Deputados não vote na próxima segunda-feira, 09/09, a Medida Provisória 615 que autoriza a subsídio, o pagamento pode ser interrompido. Isso porque a medida perderá a validade, interrompendo o pagamento recém-autorizado, até que outra MP seja publicada.

O prazo limite para a votação da MP 615 se encerra terça-feira, 17, mas como o Senado pede que os projetos cheguem até sete dias antes da data limite, se não for votada já na segunda, perderá validade.

Em relação ao novo conteúdo da Medida, como foram inseridos vários outros temas, desconexo ao tema original, não há consenso sobre eles entre os deputados líderes dos partidos na Câmara. “A nossa esperança é que haja consenso e coro parlamentar na próxima segunda-feira”, pontua Alexandre Andrade Lima, presidente da Unida – União Nordestina dos Produtores de Cana. O dirigente já encaminhou carta para todos os deputados da bancada nordestina, solicitando apoio. Ele informa que junto com os dirigentes das associações estaduais dos plantadores de cana da região, acompanhará presencialmente a seção da Câmara dos Deputados, em Brasília.

img8148

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X