fbpx

Sócia da Raízen em joint-venture assume operações de trading de açúcar da Bunge

A companhia Wilmar Internacional, com sede em Singapura, assumiu oficialmente na quarta-feira (22/08) as operações de negociação de açúcar da Bunge.

Em comunicado, a Bunge, com sede nos Estados Unidos, oficializou a conclusão de venda de suas operações de trading de açúcar para a Wilmar.

Até a manhã desta sexta-feira (24/08),  os termos financeiros do acordo não foram divulgados.

Comercializadora de grandes players internacionais de açúcar, como a indiana Shree Renuka Sugars Ltd., que controla unidades produtoras no Brasil, a Wilmar também é sócia da Raízen (da Shell e da Cosan) na joint-venture Raw.

Criada em 2016, a Raw nasceu, conforme a própria empresa, para a originação e exportação do açúcar VHP (very high polarization). Ela e a Alvean, da Cargill, comercializaram 40% de todo o açúcar embarcado para o exterior em 2017, ano no qual o alimento tinha bons preços no mercado internacional.

Em 2017, a Raw respondeu sozinha por 21,1% das vendas externas de açúcar, ou 5,26 milhões de toneladas.

Sem impacto material 

Ainda sobre a negociação com a Bunge, em comunicado separado a Wilmar International informou que
fechou acordo para comprar contratos globais de compra e venda de açúcar bruto e branco de subsidiárias da Bunge.
Segundo a Wilmar, o acordo não deve ter impacto material na posição financeira da companhia no atual ano financeiro.

 

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X