JornalCana

Setor financeiro diversifica para atrair o ‘agroinvestidor’

A força do agronegócio — cujo Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 13% em 2003 contra a estagnação da economia brasileira — está na mira do mercado financeiro.

Além das tradicionais Cédulas de Produto Rural (CPRs) e negócios com papéis das companhias do setor, surgem novas opções como um fundo inédito de investimento lastreado em commodities e derivativos já disponível e mini contratos futuros agropecuários, que devem sair do forno ainda no primeiro semestre.

O Guepardo SLW FIA é um fundo de investimento de ações considerado agressivo, por usar instrumentos do mercado futuro. Isso implica em um nível de riscos alto.

Segundo o presidente do conselho, Octávio Magalhães, o fundo é voltado para investidores qualificados.

É necessário que o interessado faça uma aplicação de pelo menos R$ 50 mil, tenha um patrimônio mínimo de R$ 5 milhões ou R$ 250 mil aplicados em fundos de renda variável. Em uma semana de operação houve um rendimento de 5,85%. “Outra vantagem desse tipo de fundo está no IR que só é recolhido no momento do resgate, ou seja, o valor a ser pago fica rendendo.” Um dos enfoques de operação em commodities será o boi-gordo. “Vamos optar por aquele segmento que estiver com maior rentabilidade”.

Segundo Magalhães, esse tipo de fundo tende a apresentar retorno a longo prazo.

A Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) vai lançar até o final do primeiro semestre uma nova modalidade de contratos futuros agropecuários. Trata-se do ‘mini contrato’ ou contrato fracionário.

Segundo o diretor de comunicação da BM&F, Noênio Spínola, a novidade tem por objetivo ‘democratizar’ o acesso dos investidores aos contratos futuros que poderá contar com a participação de pequenos e médios investidores.

“A diferença está na redução do valor mínimo de aplicação e na ausência do papel da corretora para o fechamento do negócio que será feito via Internet. Nessa modalidade, a corretora ficará encarregada apenas de retransmitir os dados on-line para a Bolsa. Em razão disso, os custos da operação também vão cair”.

Hoje, a BM&F oferece contratos futuros de boi-gordo, bezerros, açúcar, álcool, milho, café arábica e soja. Atualmente é necessário se associar a uma corretora de mercadorias para trabalhar com esse tipo de investimento. No caso do café, o investimento mínimo é de US$ 8 mil.

A rentabilidade está relacionada à flutuação dos preços da commodity escolhida junto ao mercado internacional.

O limite para os investimentos varia. Para o açúcar são 270 sacas de 50 quilos. O álcool anidro carburante 30 metros cúbicos, algodão 12,5 toneladas métricas, boi-gordo 330 arrobas e soja 100 toneladas métricas. Segundo a BM&F, há a liquidação física, que significa a entrega ou o recebimento da mercadoria referente ao contrato futuro e a financeira que significa o acerto diário de contas e o pagamento e recebimento referente ao preço da mercadoria por ocasião da entrega.

O mecanismo é semelhante à modalidade de CPR. Só que na física somente os produtores e cooperativas podem atuar.

Já a CPR Financeira é interessante para o investidor uma vez que dispensa a entrega física de mercadoria. A liquidação dos contratos é financeira.

Nessa modalidade, podem atuar pessoas físicas e jurídicas e não somente produtores. “A CPR é emitida e o comprador recebe no prazo final com taxas pré-fixadas e já sabe por quanto vai negociar”, afirma o gerente da divisão de agronegócios do Banco do Brasil, Márcio Montella.

O valor mínimo para a cédula financeira é de R$ 10 mil. O rendimento supera a taxa DI, referência para a maioria dos fundos de renda fixa do mercado. Ou seja, acima de 16,5% ao ano. No ano passado, a CPR movimentou R$ 1,5 bilhão, um incremento de 50% em relação ao ano passado.

O investidor pode optar também pelas ações das agroindústrias na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Porém, o mercado recomenda que o investidor diversifique a carteira de ações ou se associe a um clube para se familiarizar com a operação.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram