fbpx

Setor de combustíveis faz encontro em Belém

Realizado pelo Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do Estado do Pará (Sindepa), acontece em Belém o VI Encontro de Revendedores de Combustíveis. A abertura do evento será amanhã, às 9h, no auditório Marajó do Hangar, que deve receber cerca de 3,5 mil pessoas. Paralela ao encontro, a Feira de Equipamentos e Serviços, com a participação de 32 expositores de todo o País, será outro atrativo do evento, que será encerrado na sexta-feira.

Durante o encontro também acontecerá uma reunião da Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e Lubrificantes (Fecombustíveis), que deve debater, entre outros assuntos, as formas de distribuição de combustível, a qualidade, o relacionamento dos postos com a Agência Nacional de Petróleo (ANP) e o meio ambiente.

Mário Melo, presidente da Sindepa, diz que o encontro é um dos eventos mais esperados pelo setor. “É um momento muito importante para as empresas do ramo. Pretendemos mostrar as novidades desse mercado e propor um grande intercâmbio nacional”, avalia.

O primeiro dia do evento será marcado pela abertura da Feira de Equipamentos e Serviços, que, segundo Mário Melo, não tem como objetivo a comercialização de produtos e serviços. “Não haverá comercialização. A feira vai funcionar como uma vitrine de negócios, onde todos os empresários e pessoas do ramo poderão conhecer as modernidades e tecnologias ligadas ao mercado dos combustíveis”, afirma.

No segundo dia do encontro, os participantes assistirão a palestra “Administrando Custos”, proferida por Guilherme Tostes, vice-presidente da Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis, Assessoramento, Pesquisas, Perícias e Informações (Fenacon).

A palestra “Legislação Ambiental”, que também acontece no segundo e último dia do encontro, deve ser uma das mais assistidas. “Vamos falar de máquinas capazes de agredir menos o meio ambiente, como os tanques ecológicos, que antes eram feitas em material que enferrujava quando entrava em contato com o solo. Agora, esse tipo de tanque foi criado para não fazer nenhum mal ao meio ambiente, já que além de ter uma capa em fibra de vidro, que o faz duram bem mais tempo, é equipado de um sensor que avisa quando há algum vazamento”, revela o presidente do Sindepa.

Um dos momentos mais importantes do encontro, adianta Mário Melo, será o talk show com Jefferson Paranhos, superintendente de fiscalização da Agência Nacional de Petróleo (ANP), e Maria Antonieta Souza, especialista em biocombustíveis.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X