fbpx

Rússia quer entrar na OMC sem abandonar subsídios

A Rússia quer entrar na Organização Mundial do Comércio (OMC) ainda este ano, mas sob condições que desagradam aos líderes agrícolas, como Brasil e Austrália. Moscou quer o direito de dar subsídios agrícolas de US$ 9 bilhões por ano à sua produção, quase 900% mais do que concede atualmente. Esse valor supera o pretendido pelos EUA, que aceitam limitar seus próprios subsídios em US$ 7,6 bilhões em um futuro acordo agrícola.

Também na contramão da reforma agrícola mundial, a Rússia insiste em poder dar subvenções à exportação, ajuda que os atuais membros da OMC combatem e já decidiram eliminar até 2013.

A Rússia é a última grande economia fora da OMC. Nas negociações para entrar na entidade, Moscou já conseguiu manter inclusive medidas comerciais consideradas ilegais na organização, como o sistema de bandas, que permite a imposição de tarifas nas importações de açúcar. Especula-se sobre uma nova configuração de poder na OMC caso Rússia, China e Índia atuem em conjunto. Isso poderia ser problemático para exportadores agrícolas, porque os três resistem à abertura desse setor.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X