fbpx

Rumo nega venda de controle de complexo portuário em Santos

ruEm comunicado ao mercado, José Cezário Menezes de Barros Sobrinho, vice-presidente de Finanças e diretor de Relações com Investidores da Rumo Logística Operadora Multimodal S. A. nega que a empresa colocou à venda participação acionária de seu complexo portuário em Santos (SP).

A notícia de venda foi divulgada em 17/11 na edição do jornal Valor Econômico. Conforme o jornal, a Rumo recebeu proposta de R$ 2 bilhões por uma participação majoritária no seu complexo em Santos, dedicado, entre outras, à movimentação de açúcar.

“Não existe nenhum documento assinado e/ou vinculante a respeito da venda de participação acionária de seu complexo portuário em Santos”, afirma o diretor da Rumo, em comunicado ao mercado. Ele lembra que a “Companhia esclarece que constantemente conduz estudos e avalia oportunidades dentro de seu plano de negócios.”

De acordo com matéria do Valor Econômico, a Rumo recebeu no total ao menos quatro propostas de grandes embarcadoras de cargas. Nenhuma, contudo, é firme (vinculante).

Entre os proponentes estão a Raízen, produtora de açúcar, a trading Czarnikow, a chinesa Cofco e o banco de investimento Macquarie.

Conforme a publicação, por enquanto a Rumo avalia as propostas, visto que o ativo segue estratégico para a concessionária. Ainda não houve uma decisão deliberada da empresa de vender ou de se desfazer de seus ativos portuários, mas em tese faria sentido alienar alguma participação, pois os terminais não são o principal negócio da companhia, que tem pela frente um ambicioso plano de investimentos em sua malha ferroviária.

A Rumo não comentou sobre o assunto para o Valor.

Confira o comunicado do diretor da Rumo: 

“Prezados Senhores,

Em notícia veiculada pelo jornal Valor Econômico, em 17/11/2016, consta, entre outras informações, que a operadora logística Rumo:

  • recebeu uma proposta da ordem de R$ 2 bilhões por uma participação majoritária no seu complexo portuário em Santos dedicado à movimentação de granéis sólidos – açúcar e grãos -, localizado na região de Outeirinhos;
  •  em investimentos avaliados em R$ 8 bilhões nas suas concessões ferroviárias.

Não identificamos essas informações nos documentos enviados por essa companhia, por meio do Sistema Empresas.NET. Em caso de contraditório, favor informar o documento e as páginas em que constam as informações e a data e hora em que as mesmas foram enviadas.”

A Companhia esclarece que constantemente conduz estudos e avalia oportunidades dentro de seu plano de negócios. No entanto,  não existe nenhum documento assinado e/ou vinculante a respeito da venda de participação acionária de seu complexo portuário em Santos.

No que se refere ao plano de investimentos, a Rumo esclarece que está divulgado, na seção 11.1 do seu Formulário de Referencia (Projeções divulgadas e premissas), o guidance de 2016, bem como as projeções de longo prazo a que se refere a matéria.

A Companhia reforça que manterá o mercado informado, nos termos da regulamentação em vigor.”

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X