JornalCana

Rodrigues faz balanço da agricultura na Câmara dos Deputados

Em audiência pública ontem na Comissão de Agricultura e Política Rural da Câmara dos Deputados, o ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, apresentou dados das ações governamentais no setor em 2003. Ele informou que houve crescimento de 5% na produção agrícola, melhoria da qualidade e evolução tecnológica em várias áreas.

O crédito rural, segundo o ministro, apresentou crescimento de 8% na última safra, com a perspectiva de financiamento de R$ 32,5 bilhões para investimentos na safra 2003/2004. Os resultados da safra deste ano, 26,7% superiores aos de 2002, estabeleceram um novo recorde.

No caso da produção de milho e sorgo, Rodrigues apontou crescimento de 107% em relação a 2002. Já a produção de trigo cresceu 76% no mesmo período; a de carne bovina, 6,7%; e a de carne de frango, 6,8%.

Rodrigues atribuiu à parceria de sua pasta com outros órgãos governamentais o sucesso da política agrícola do Governo em 2003, citando como exemplo as ações conjuntas com o Ministério da Segurança Alimentar para a aquisição de produtos agrícolas de pequenos produtores, os programas de desenvolvimento da área agrícola da Amazônia e as parcerias com o setor privado.

Em seu depoimento, Rodrigues lembrou que a agricultura é responsável por 33,8% do Produto Interno Bruto do País; por 42% das exportações; e pela geração de 37% dos empregos, que somam cerca de 17 milhões de postos de trabalho.

Para 2004, o ministro previu a elevação da produção de grãos e de cana-de-açúcar. Ele também disse que haverá crescimento das exportações e anunciou a implantação de um programa de estabilização da renda do produtor rural.

Ao destacar a contribuição do agronegócio para a economia nacional, Rodrigues previu que a balança comercial do setor fechará neste ano em 25 bilhões de dólares (aproximadamente R$ 75 milhões de reais). “Esse resultado significa 25% a mais de contribuição para o saldo positivo da balança comercial brasileira”, afirmou.

Em seu depoimento na comissão, o ministro da Agricultura elogiou a forma como o Brasil vem atuando nas negociações junto à Organização Mundial do Comércio (OMC), à Área de Livre Comércio das Américas (Alca), à União Européia e ao Mercosul. Segundo ele, o objetivo do Governo é garantir a melhoria de acesso a mercados e a redução de todas as formas de subsídio, além de impedir a exclusão de produtos agrícolas das negociações internacionais.

O ministro ressaltou a contribuição do Congresso para a definição de uma lei definitiva sobre os transgênicos. Para Rodrigues, o projeto de biossegurança, em tramitação na Câmara, vai garantir, até abril do próximo ano, uma legislação permanente sobre a produção transgênica no País.

Rodrigues também informou os deputados sobre os planos do Governo para a ampliação da produção do milho safrinha no Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás e Distrito Federal; para o sorgo no Nordeste; e para o feijão caupí no Piauí. O Paraná é o campeão nacional em produção de milho safrinha, respondendo por quase metade (43,1%) de todo o milho conhecido como de 2ª safra produzido no País. Em 2003, segundo dados do Departamento de Economia Rural da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Paraná, houve crescimento da produção da ordem de 171,9%. Os outros grandes produtores são Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. A produção de milho implica diretamente nas cadeias produtivas de carne suína e de aves, por ser um dos principais componentes de rações animais. (Fonte: Agência Câmara)

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram