fbpx

Revati é arrematada em leilão e deve voltar a moer na 21/22

Unidade foi vendida seguindo o modelo de UPI

A Renuka do Brasil vendeu nesta quarta-feira (11), a Revati, localizada em Brejo Alegre/SP. A unidade foi arrematada sem passivos, seguindo o modelo de unidade produtiva isolada (UPI), pela consultoria Íntegra Associados, que vinha há mais de um mês examinando os ativos da empresa sucroenergética.

A UPI foi adquirida pelo valor mínimo de R$ 263,5 milhões, mais R$ 1,00. O leilão atendeu as regras do novo plano de recuperação judicial da companhia, aprovado em maio deste ano.

“Eles fizeram algumas poucas solicitações que foram aceitas por nós e contaram com o apoio dos bancos o que foi necessário para concretizar essa operação. Agora, estamos diante de uma nova fase: a de constituição dessa OPI e de sua entrega até 19 de dezembro”, explicou o presidente da Renuka do Brasil, Manoel Bertone.

Sem moer desde 2017, a Revati tem capacidade instalada de moagem de até 4,5 milhões de toneladas de cana-de-açúcar e cogeração de até 157 MW. A produção de açúcar basicamente do tipo VHP, pode chegar até a 1.350 toneladas por dia e a fabricação de etanol hidratado até 900 m³ diariamente. A unidade conta ainda com uma fábrica de levedura seca, onde podem ser produzidas até 10.000 toneladas por safra com teor proteico de até 43%.

Manoel Bertone: novo caminho para a companhia

“Com o leilão finalizado, a companhia ganha um novo caminho. É uma ótima notícia para nós, pois significa que os credores apoiaram uma solução e também para o setor sucroenergético. É um investimento que vem para colocar uma nova unidade em funcionamento. Vencemos mais uma etapa”, disse o presidente.

Bertone acredita que os novos donos terão sucesso na operação da UPI e se colocam como parceiros para que as melhores condições sejam criadas e que o futuro seja brilhante para as duas unidades. “Temos muito trabalho pela frente, mas disposição eu sei que não faltará”, ressaltou.

De acordo com o executivo, a outra unidade do grupo, a Madhu, localizada em Promissão (SP), já encerrou a safra atual, processando 3.820 milhões de toneladas de cana, quase 1 milhão a mais do volume do ciclo passado.

 

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

três − um =

X