fbpx
JornalCana

Retomada da produtividade deixa estragos da mecanização para trás

Experiências bem-sucedidas em diversas áreas de cana-de-açúcar estão demonstrando que os estragos proporcionados pela mecanização da colheita já estão ficando para trás. Usinas e fornecedores que tiveram grandes prejuízos com o pisoteio e perdas de matéria-prima estão retomando à produtividade média histórica obtida no período anterior à invasão das máquinas nos canaviais.

Leia mais: Mecanização dos canaviais mostra sua força

A Usina Jacarezinho (Grupo Maringá), localizada no município paranaense de mesmo nome, na divisa com São Paulo, deverá fechar a safra 2015/16 com uma produtividade média de 90 toneladas por hectare (TCH), calcula o gerente agrícola da unidade, Valter Sticanella.

Leia mais: Confira o ranking dos municípios mais mecanizados de SP

Na região de Piracicaba, SP, os produtores de cana estão obtendo novamente bons resultados, com um rendimento que ficará próximo de 80 TCH na safra 2015/16, informa José Rodolfo Penatti, gerente do Departamento Técnico da Afocapi – Associação dos Fornecedores de Cana de Piracicaba.

Leia mais: Mecanização da colheita da cana chega a 81% na região de Ribeirão Preto

O setor teve, na verdade, que “reaprender” a produzir cana. “Mecanização não é simplesmente comprar um conjunto de máquinas para fazer a colheita. É muito mais do que isto”, diz Valter Sticanella. De início, o corte mecanizado começou a ser realizado em áreas que não estavam preparadas para essa operação, o que prejudicou o rendimento agrícola – lembra o gerente da Afocapi.

Leia matéria completa clicando aqui.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram